Política

Araruna: Wilma demite auxiliares e forma comissão de transição

Para equilibrar finanças, prefeita demite secretários e comissionados.  



Divulgação
Divulgação
Wilma Maranhão quer deixar finanças equilibradas para sucessor

A prefeita de Araruna, no Curimataú paraibano, Wilma Targino Maranhão (PMDB), anunciou que vai exonerar a maioria dos 123 detentores de cargos comissionados. Dos nove, secretários, vão ficar até o dia 31 de dezembro apenas José Mário Dantas (Educação), Cristina Targino (saúde) e Antônio Simões (Finanças). A gestora também nomeou os integrantes da comissão de transição de governo.

Wilma Maranhão, que está no segundo mandato, justifica que o intuito da medida é equilibrar as finanças da prefeitura e entregar a folha enxuta ao prefeito eleito Vital Costa (PP). Este se elegeu com 5.860 votos (57,02%) contra os 4.417 de Lulinha (42,98%). Filiado ao PMDB, Lulinha foi apoiado por Wilma e o senador José Maranhão, grupo que comandou Araruna durante quatro décadas.

Transição

Wilma Maranhão baixou uma portaria, que trata sobre da nomeação de integrantes para compor a equipe de transição do governo municipal a qual vai ser coordenada por Adriana Coutinho Grego Pontes. Dos 13 nomes da comissão, 10 foram indicados por Wilma e três, por Vital Costa.

Os trabalhos da comissão de trasição vão ser desenvolvidos entre 15 e 30 de novembro. Ainda de acordo com a portaria,  as reuniões serão realizadas no auditório do Centro Cultural de Araruna, em dias úteis.