Política

Ministro das Cidades faz agenda para aliados e critica ausência de Ricardo

Bruno Araújo liberou verbas para Viaduto, VLT e encontra prefeitos eleitos. 



Em passagem pela Paraíba, nesta segunda-feira (31), para liberar recursos federais para obras em João Pessoa, Santa Rita e Campina Grande, o ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), criticou a ausência do governador Ricardo Coutinho (PSB), sobretudo na vistoria realizada na obra do Viaduto Eduardo Campos, do Geisel. O obra, executada pelo governo do estado, foi alvo de troca de farpas entre eles em período eleitoral.  

Bruno Araújo confirmou que foi enviado convite formal a Ricardo Coutinho através da chefia do seu gabinete, mas o governador do estado optou por cumprir agenda administrativa nos municípios de Cuité e Sossego. “Mandamos convite a todas as autoridades do estado, inclusive o governador. Quando naquele estado é aliado, faço ligações direta para reforçar o convite, o que não é o caso”, comentou.

Na semana passada, Coutinho criticou a vinda do Ministro das Cidades para liberar apenas R$ 7,4 milhões para as obras do viaduto, que vem sendo executadas com recursos quase exclusivos do tesouro do estado devido ao bloqueio de verbas que haviam sido liberadas pela presidente Dilma Rousseff, o que foi desmentido na época pelo ministro.  

Bruno Araújo negou que haja conotação política no atraso do repasse. “Já pagamos R$ 3 milhões quando assumimos o governo, vamos pagar maias R$ 7,5 milhões agora e assim que a próxima medição da Caixa Econômica sair nós seguiremos o pagamento. Dinheiro público só pode ser pago com comprovação e a comprovação é através de medição”, finalizou.

O senador tucano Cássio Cunha Lima (PSDB), que articulou a caravana do ministro à Paraíba, tratou a postura do governador como proselitismo político. “É uma postura patrimonialista que não contribui para o desenvolvimento da Paraíba”, afirmou o tucano. 

Também acompanhou o ministro o prefeito reeleito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), que comemorou a chegada do quarto Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) de João Pessoa será entregue até o final de novembro deste ano. Na comitiva também estava o futuro vice-prefeito da capital, Manoel Junior (PMDB), além dos deputados federais Rômulo Gouveia (PSD), Pedro Cunha Lima (PSDB) e Aguinaldo Ribeiro (P), além do presidente estadual do PSDB, Ruy Carneiro. 

Santa Rita

Da capital, a comitiva do ministro seguiu para Santa Rita, onde foi anunciado o aporte no valor de R$ 65 milhões para a recuperação e reestruturação de cruzamentos ferroviários de toda a via permanente do VLT até João Pessoa e de João Pessoa a Cabedelo, que somam 32 km. A cidade deve ser administrada a partir de janeiro por Emerson Panta (PSDB), caso tenha o registro de sua candidatura deferido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

Campina Grande

Na cidade o ministro Bruno Araújo visitará o complexo Aluízio Campos, obra realizada em parceria com a Prefeitura Municipal e na oportunidade fará uma explanação para os prefeitos eleitos e reeleitos, dos programas que estão sob comando no Ministério. “Sem dúvida, ficamos honrado pelo exemplo de Campina Grande ter sido seguido pelo Ministério das Cidades”, destacou Romero Rodrigues, prefeito reeleito de Campina Grande.