Política

Meta 4: Justiça sentencia 89 condenações por improbidade administrativa

Adriano Galdino, Carlinhos de Tião, Bevilacqua Matias e Polyana Feitosa estão na lista. Confira outros nomes.



Josusmar Barbosa
Josusmar Barbosa
Juízes da Meta 4 apresentam resultado do mutirão da improbidade promovido pelo CNJ

Durante entrevista coletiva nesta sexta-feira (14), foram publicadas 139 sentenças de ações de improbidade administrativa e de crimes contra a administração pública. Do total, 89 foram de condenações e 50 de absolvições. A publicação foi feita no Fórum Affonso Campos em Campina Grande pelo juiz Aluízio Bezerra .Filhos, coordenador  da Meta 4 do Conselho Nacional de Justiça no âmbito do Tribunal de Justiça da Paraíba e demais juízes do Mutirão da Improbidade.
 
Entre os condenados, estão o ex-prefeito de Pocinhos e atual presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino (PSB) com a perda da função pública e suspensão dos direitos políticos por cinco anos. Dois prefeitos eleitos, que já governaram no passado suas cidades, também foram condenados: Carlinhos de Tião (Queimadas) e Bevilacqua Matias (Juazeirinho). Também na lista dos condenados estão atuais prefeitas, a exemplo de Polyana Feitosa (Pombal) e Joana D´Arc Coutinho (Massaranduba). Todos vão recorrer da decisão ao Tribunal de Justiça da Paraíba.
O juiz Aluízio Bezerra disse que os magistrados que integram o Mutirão da Meta 4 estão cumprido seu dever de julgar os gestores que desviaram recursos públicos. Ele frisou que esse  tipo de ilicitude causa múltiplos efeitos para a sociedade em geral, pois as verbas que se destinam para as necessidades básicas da população, como o direto à saúde, à educação, ao transportes público, à infraestrutura de um modo geral, deixam de ser aplicados corretamente, enquanto gestores desonestos aumentam seu patrimônio irregularmente.