Política

Romero Rodrigues defende Cássio na disputa para o governo em 2018

 Preocupação do prefeito é que os tucanos percam força por W.O. 



 O prefeito reeleito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), revelou nesta quinta-feira (13), em entrevista à rádio CBN JP, o desejo de que o seu partido tenha candidatura própria para as eleições ao governo do estado em 2018. “Não podemos perder por W.O.”, questionou o tucano. Apesar de ser cotado como opção a ser lançada na disputa, Romero Rodrigues defendeu o nome do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) como a melhor opção no partido.

A declaração do tucano abre caminho para a separação da aliança firmada entre o senador José Maranhão (PMDB) e Cássio Cunha Lima em apoio à reeleição do prefeito reeleito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), que especula-se que deve disputar ao governo nas próximas eleições estaduais. Caso os tucanos e os peemedebistas tenham a mesma linha de raciocínio apresentado pelo prefeito de Campina Grande, o rompimento deve ser inevitável. 

Eleito no primeiro turno com 62,8% dos votos do eleitorado campinense, Romero Rodrigues garantiu que não pretende colocar seu nome como opção do partido para o governo ou algum outro cargo em Brasília. “Não me incomoda passar dois anos fora da política. Já fui deputado federal e um novo mandato não está nos meus planos. Quero cumprir meus quatro anos de mandato como prefeito, que é uma missão que muito me orgulha”, enfatizou. 

Além de Cássio Cunha Lima, Romero também listou os nomes do presidente estadual do PSDB, Ruy Carneiro, bem como dos deputados estaduais Tovar e Bruno Cunha Lima. “O que não podemos é permitir que o PSDB fique de fora e perca espaço no estado. Temos bons nomes para colocarmos uma candidatura própria ao governo", afirmou.