Política

Deputados enfraquecem em suas bases eleitorais após as eleições

O PSB, maioria na Casa e com o maior número de candidaturas próprias, foi o principal derrotado na eleição.



A ausência dos deputados às sessões na Assembleia Legislativa da Paraíba para se dedicarem à campanha eleitoral em seus redutos não foi muito positiva para alguns. Entre votos insuficientes para se elegerem ou conseguirem uma vaga para os 'apoiados' por eles e o mandato que exercem na Casa de Epitácio Pessoa, sobrou enfraquecimento das legendas e semblantes abatidos após o pleito.

Os dois lados do ringue posicionados pela 'briga' natural entre as bancadas de oposição e de apoio ao governador Ricardo Coutinho apresentou resultados bem diferentes no pós abertura das urnas. O PSB, maioria na Casa, inclusive com o maior número de candidaturas próprias, foi o principal derrotado no pleito deste ano. Em contrapartida, o PSDB, do senador Cássio Cunha Lima, principal opositor dos socialistas, saiu mais vitorioso na disputa, recuperando várias bases eleitorais.

Na ala girassol, todos os deputados perderam em suas redutos eleitorais, com exceção de Hervázio Bezerra que conseguiu reeleger o prefeito Douglas Lucena e o filho Léo Bezerra (PSB) como o vereador mais votado em João Pessoa, e Edmilson Soares (PSB), que emplacou o filho Tanilson Soares (PSB) como terceiro mais votado. 

Em compensação, o presidente da Assembleia, Adriano Galdino (PSB), conseguiu apenas o quarto lugar na disputa pela prefeitura de Campina Grande, obtendo apenas 4,47% (9.897 votos), e Zé Paulo (PSB) não conseguiu se eleger para prefeito de Santa Rita. Já Buba Germano, que foi prefeito de Picuí por dois mandatos, não garantiu a eleição do seu irmão, Renan Germano (PSB), perdendo para o petista Olivânio com uma diferença de 9,58% dos votos. 

A socialista Estela Bezerra, apesar de ter conquistado a vitória do seu candidato a vereador, Tibério Limeira, perdeu na majoritária com a derrota de Cida Ramos (PSB) para o prefeito Luciano Cartaxo (PSD). Gervásio Maia, que já havia perdido a base eleitoral em Catolé do Rocha por questões pessoais, também saiu perdendo com a derrota de Cida. O deputado Jeová Campos (PSB) também perdeu força com a derrota da prefeita de Cajazeiras, Denise (PSB). 

Mais resultados

Com base em Cabedelo, os deputados Ricardo Barbosa (PSB) e Trocolli Junior (Pros) não conseguiram derrubar o prefeito Leto Viana nas urnas. Já o deputado Arnaldo Monteiro (PSC) não conseguiu reeleger o filho Anderson Monteiro como prefeito de Esperança. Também saiu derrotado Bosco Carneiro (PSL), em Alagoa Grande, sua base eleitoral. O vereador Josildo Oliveira (PSB) acabou perdendo para Sobrinho (PSD).

Outro grande derrotado nas urnas foi o PT, representado na Assembleia Legislativa por Anísio Maia e Frei Anastácio, que só emplacou um prefeito: Olivânio em Picuí. O Frei ainda comemorou na sessão da última terça-feira (6) a vitória de quatro aliados, mas de outros partidos. 

Os peemedebistas também saíram bastante enfraquecidos das eleições. Além do deputado Nabor Wanderley (PMDB), que perdeu na disputa pela prefeitura de Patos, Raniery Paulino (PMDB) não elegeu a mãe, Fátima Paulino (PMDB) em Guarabira. 

Ex-prefeito de São Bento, Galego de Sousa (PP) perdeu na cidade ao não conseguir reeleger o prefeito Gemilton (PSB). Tião Gomes (PSL) saiu derrotado em Areia, Raoni não emplacou seu candidato em João Pessoa. 

Com base na região do Cariri Paraibano, o deputado Genival Matias (PTdoB) teve o seu candidato derrotado em Sumé (Elias Freire), mas comemorou a vitória de três prefeitos do partido: de Serraria, Batista Pinheiro; Juazeirinho, Bevilacqua Matias; e de Belém de Brejo do Cruz, Evandro Maia. 

Saldo de Campina Grande

Na lista dos grandes vencedores está José Aldemir (PEN), que se elegeu prefeito de Cajazeiras. Mas no ninho tucano também festeja o deputado Antônio Mineral (PSDB), que conseguiu a titularidade na Casa com a vitória do deputado Dinaldinho (PSDB) para prefeito de Patos e ainda elegeu Guia de Zé de Pedro Velho (DEM) como o sucessor da sua mulher na prefeitura de Areia de Baraúnas. 

Outros tucanos que só têm motivos para comemorar são os primos Bruno Cunha Lima (PSDB) e Tovar (PSDB) que contribuíram para a reeleição do prefeito de Campina Grande (PSDB), Romero Rodrigues (PSDB), além da deputada Camila Toscano (PSDB), que participou da reeleição do pai, Zenóbio Toscano (PSDB), para prefeitura de Guarabira. 

Outros vitoriosos

Também da família Cunha Lima, mas compondo a base de apoio ao governador Ricardo Coutinho na Assembleia, o deputado Artur Filho (PRTB) saiu vitorioso com a reeleição do prefeito Leto Viana (PRP). Apesar de Cida Ramos ter perdido, o aliado do deputado João Gonçalves (PDT), Dr. Lúcio (PSB), venceu em sua segunda principal base eleitoral, Itabaiana. 

Além desses, Jutay Menezes (PRB) ganhou força com a reeleição de Luciano Cartaxo, assim como Guilherme Almeida (PSC) com a vitória de Romero Rodrigues em Campina. Mesmo caso de Manoel Ludgério (PSD), que garantiu a reeleição da esposa, Ivonete Ludgério, para a Câmara Municipal de Campina Grande e mais prestígio com os tucanos. O Democrata João Henrique também está comemorando a vitória de Leonora de Dr. Chico (PSDB), em Monteiro. 

Parentes eleitos 

A deputada Daniella Ribeiro (PP) emplacou o pai, Enivaldo Ribeiro, como vice de Romero em Campina Grande. Já Doda de Tião venceu em Queimadas, com a eleição do irmão, Carlinhos de Tião (PSB). Mesma sorte teve o deputado Branco Mendes (PEN), que elegeu o sobrinho, Renato Mendes, em Alhandra, e ainda recuperou várias cidades na região de Itaporanga, que havia perdido desde as eleições passadas. O deputado Emano Santos (PTN) também colaborou e comemora a reeleição do pai, João dos Santos, para mais um mandato na Câmara Municipal de João Pessoa.