Política

Dinaldinho vai criar secretaria de articulação em João Pessoa

Tucano pretende fazer auditoria para cortar gastos da prefeitura de Patos. 



Prefeito eleito de Patos, o deputado estadual Dinaldinho Wanderley (PSDB) disse que vai criar uma secretaria de articulação municipal, com sede em João Pessoa, para acompanhamento da gestão. O tucano revelou, nesta terça-feira (4), que a capital tem importância estratégica para sua gestão, como base para manutenção de conversas com senadores e deputados. Ele adiantou que vai realizar uma primeira reunião com o prefeito Lenildo Moraes (PT) já na sexta-feira (7).

Dinaldinho  disse que em uma primeira conversa com Lenildo, o petista – que assumiu após o afastamento da prefeita Francisca Motta (PMDB) por decisão da Justiça Federal – informou que a prefeitura ultrapassou em mais de 11% da Lei de Responsabilidade Fiscal. “Enquanto todas as ruas estão com galerias estouradas, há duas Upas para serem abertas, uma unidade básica da família para fazer, além de escolas”, comentou o tucano, que vai fazer uma auditoria nas contas da prefeitura de Patos para buscar reduzir gastos desnecessários.  "Se for detectado alguns desvio, vamos buscar a justiça para que esse dinheiro retorna à população patoense", completou. 

 Apesar da vitória, ele disse, ainda, que pretende conciliar os trabalhos na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) com o governo de transição. "Cobnsegui fazer campanha sem precisar me afastar do mandato, também devo conseguir fazer a transição", comentou. 

Sobre a futura equipe de governo, Dinaldinho antecipou que o único nome certo é da Secretaria Municipal de Saúde, que será ocupada pelo médico Érico Djan. Ele foi pré-candidato pelo PSB e desistiu para apoiar o tucano.  “Até agora não temos secretários, mas vamos fazer uma reorganização das secretarias para que a gente possa dinamizar o trabalho da prefeitura. Não teremos secretarias obsoletas ou apenas para mostrar a a sociedade”, garantiu.