Política

'Hackfest Contra a Corrupção' começa nesta sexta em João Pessoa

Meta do evento é desenvolver ferramentas de transparência pública para auxiliar a população.



Divulgação
Divulgação
Evento aconteceu em Campina Grande no mês de agosto, e os vencedores foram os desenvolvedores do 'Enquadrados'

Acontece neste final de semana, de sexta (7) a domingo (9), o segundo 'Hackfest Contra a Corrupção' em João Pessoa, evento promovido pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), o laboratório Analytics da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e a Rede Paraíba de Comunicação, representada pelo Jornal da Paraíba. O objetivo do evento é contribuir na implementação de aplicativos na temática de combate à corrupção ou em outras áreas relevantes. A nova edição é fruto de uma parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Segundo o promotor Octávio Paulo Neto, coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e um dos principais entusiastas do projeto, o evento visa o enpoderamento da sociedade civil. "Objetivo é propiciar um melhor conhecimento sobre os negócios públicos por meio de plataformas e aplicativos, permitindo uma tomada de decisão adequado", afirmou. Sobre a expectativa para o evento, Octávio é positivo. "Nossa expectativa é a melhor possível, até por este momento de transição política", disse.

Para esta nova edição, o promotor diz que "espera soluções que tragam mais transparência as coias públicas, insights que permitam uma melhor compreensão da saúde financeira pública". O evento acontece entre 7 e 9 de outubro, onde o primeiro dia é reservado a reunião de ideias, escolha dos temas e dos times, e os demais dias são de maratona.

Foram disponibilizadas 50 vagas para estudantes regularmente matriculados em instituições de ensino superior, mais precisamente nos cursos de Ciência da Computação (ou áreas afins), Direito, Design ou Arte e Mídia. O evento acontece na sexta-feira (7) de 18h às 22h, sábado (8) de 9h às 22h e domingo (9) de 9h às 22h.

O evento é uma parceria do Ministério Público da Paraíba (MPPB) com o laboratório Analytics da Universidade Federal de Campina Grande e a Rede Paraíba de Comunicação, representada pelo JORNAL DA PARAÍBA. Conforme Octávio, a parceria é essencial e une três segmentos importantes da sociedade. "A parceria entre as instituições é essencial para por fim aos intermediários dos dados, e destaco o ingresso neste esforço da UFPB. Só através da conscientização de todos os atores daremos mais integridade aos negócios públicos", afirmou.

O que é Hackfest?

O primeiro evento aconteceu em Campina Grande, no mês de agosto, e entre os projetos mais criativos, foi selecionado o aplicativo 'Enquadrados', criado para identificar o número de servidores (efetivos, temporários e comissionados) por metro quadrado nas Câmaras Municipais e nas Prefeituras de todo o país, em especial na Paraíba. O aplicativo fez parte do 'Eu Fiscal', componente do portal Eleições 2016 do Jornal da Paraíba, que auxiliou a população fornecendo informações sobre seus candidatos.

Hackfest, também referido como hack day ou codefest, é o mesmo que hackathon, termo inglês formado pelos vocábulos to hack (fatiar, quebrar, alterar ou ter acesso a um arquivo ou rede); e marathon (maratona). Termo eventualmente aportuguesado para hackatona, é uma maratona de programação na qual hackers se reúnem por horas, dias ou até semanas, com o objetivo de explorar dados abertos, desvendar códigos e sistemas lógicos, discutir novas ideias e desenvolver projetos de software ou mesmo de hardware. Por ser um evento público, a maratona dá visibilidade e transparência a essas atividades, além de divulgar os novos produtos gerados.