Política

Romero comemora no Parque do Povo e diz que o trabalho venceu

Prefeito diz que ataques de adversário não foi uma estratégia exitosa.  



Divulgação
Divulgação
Romero comemorou vitória com eleitores do Parque do Povo

O prefeito reeleito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), atribuiu,  na noite deste domingo (2), a vitória ao trabalho executado no primeiro mandato e disse que a estratégia do seu principal adversário, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), de atacá-lo não foi exitosa.

“A nossa vitória nada mais foi do que o resultado do trabalho, que foi realizado neste período de quase quatro anos. O povo de Campina Grande me julgou pelo resultado das obras e ações em todos os bairros da cidade”, frisou o tucano.

Para Romero, a estratégia de Veneziano de fazer duros ataques, aos invés de apresentar o que ele fez pela cidade e novas propostas, foi rejeitada pela população campinense. O prefeito assinalou que agiu com ética.

“A diferença de nossas obras e ações abriu a porta e a janela veio logo adiante. São obras que se espalham pela cidade inteira, eu fiz opção por isso. Mesmo no período curto de tempo, ele (Veneziano) teve oportunidade de confrontar o tempo dele com o meu, não usou, certamente, porque não tinha volume de obras e ações que pudesse comparar com o curto período nosso, de quatro anos”, comentou.

Romero adiantou vai dar sequência a obras aos projetos e obras iniciadas na atual gestão, como o complexo habitacional Aluízio Campos, Parque da Liberdade, Alça Leste, canais, creches, escolas e outras realizações.

Festa da vitória

A vitória começou a ser comemorada no apartamento de Romero Rodrigues, no bairro do Mirante, com familiares, o senador Cássio Cunha Lima, o vice-prefeito eleito Enivaldo Ribeiro, deputados, vereadores e candidatos. Depois, todos seguiram para o Parque do Povo onde se encontrava uma multidão de eleitores.

Votação

Romero obteve 138.996 sufrágios (62,85%. Na segunda colocação, ficou Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) com 53.837 votos (24,34%), enquanto Artur Bolinha (PPS) recebeu 15.539 sufrágios (7,03%). Depois, vem Adriano Galdino (PSB) com 9.897 (4,47%) sufrágios e David Lobão (PSOL) com 2.902 (1,31%) Os votos de Walter Brito Neto (PEN) não foram divulgados, uma vez que seu registro foi indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB). Ele recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral.