Política

Mulheres podem fazer cirurgias

Mulheres vítimas de violência doméstica poderão realizar cirurgias reparadoras gratuitas no Hospital Municipal Santa Isabel.



Foto: Divulgação/Secom-JP
Foto: Divulgação/Secom-JP
Prefeito ainda assinou termos para a ampliação do número de habitações populares destinadas às mulheres e crédito especial

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, assinou, na manhã de ontem, o termo de autorização para início das cirurgias reparadoras para mulheres vítimas de violência doméstica no Hospital Municipal Santa Isabel. A medida foi oficializada em solenidade incluída na programação do ‘Mês de Afirmação da Cidadania da Mulher’. Na oportunidade, o prefeito ainda assinou termos para a ampliação do número de habitações populares destinadas às mulheres incluídas em centros de referência e para a abertura de linhas de crédito especiais junto ao Empreender Mulher.

Os termos foram assinados junto com o secretário de Saúde, Lindemberg Medeiros; com a secretária de Habitação, Socorro Gadelha; e com o secretário adjunto do Trabalho, Emprego e Renda, Lucius Fabiani. Para o prefeito Luciano Cartaxo, as medidas adotadas mostram o compromisso do governo com as mulheres.

“Isso mostra que esse governo tem compromisso com as mulheres. O Hospital Santa Isabel vai passar a ter um foco tanto nas cirurgias quanto no acompanhamento psicológico das vítimas.

Também estamos garantindo habitação, proporcionando dignidade e cidadania. Junto a isso, temos o Empreender, que mostra que é possível ter uma política pública específica para a geração de emprego para as mulheres”, declarou Luciano Cartaxo.

A secretária de Políticas Públicas para as Mulheres, Socorro Borges, comemorou a conquista. “O número de mulheres vítimas de violência doméstica é alarmante, e esta é uma pauta mundial. É um compromisso da prefeitura o empenho em atitudes que modifiquem esta realidade. Essas mulheres vão poder ter acesso às cirurgias e serão acompanhadas por diversos profissionais. Já temos mulheres inscritas e, quem quiser ter acesso, precisa apenas procurar o Centro de Referência Edinalva Bezerra”, explicou.

O secretário Municipal da Saúde, Lindemberg Medeiros, destacou a importância do trabalho em conjunto. “O governo quer recuperar a dignidade de mulheres agredidas com o auxílio de profissionais que vão acolhê-las, ouvi-las e trabalhar os problemas existentes", destacou.

A reconquista da dignidade da mulher também foi destacada pelo diretor-geral do Hospital Santa Isabel, Tarcísio Campos. “Aqui, o serviço de referência tem condições adequadas para tratar não apenas as condições físicas, mas também prepará-las para que possam retomar a vida”, afirmou.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.