Política

Ministro do STJ causa polêmica ao perguntar sobre intervenção militar

Enquete foi publicada no Twitter de Og Fernandes, que se defendeu. 



Divulgação/STJ
Divulgação/STJ
Og Fernandes polemizou em enquete publicada em seu perfil do Twitter nesta quinta (28)

O ministro do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) Og Fernandes causou polêmica em seu Twitter ao fazer uma enquete para saber se os internautas consideravam que o Brasil precisava de uma intervenção militar. A publicação teve mais de 1.300 votos com quase 90% se posicionando contra a intervenção militar e tecendo críticas ao ministro.

Entre os comentários referentes à postagem de Og, osinternautas mostraram indignação com a pergunta do magistrado, além de realizarem outras enquetes ironizando o ministro. Após observar a repercussão, Og Fernandes se defendeu e disse que segue a Constituição.

"Caros seguidores, verifico que o país está muito polarizado e com os nervos à flor da pele. Faço enquestes em torno de temas no Twitter. Ao levantar o tema que dei RT (retuíte) antes da enquente, verifiquei uma insana busca de intenções no que era um gesto de auscultar os seguidores. Querem minha opinião? Meu dever é cumprir a lei", afirmou em uma série de tuítes em seu perfil.

"Sou seguidor da lei, da Constituição e da democracia no Brasil. Faço isso todo dia. Acalmem-se. De mim, não verão qualquer manifestação fora da lei. Obrigado aos (que) entenderam o intuito da enquete. Estamos numa democracia. Ouvir a opinião das pessoas é regra. Como juiz, continuarei a assegurar o direito de expressão", acrescentou.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.