Política

Marcos Vinícius se despede da presidência da Câmara de João Pessoa

Presidente fez balanço da gestão e reforçou que obra da nova sede seja realizada em 2019.




Marcos Vinícius disse que vai continuar na Câmara Municipal a partir de janeiro de 2019. Foto: Olenildo Nascimento

O presidente da Câmara Municipal de João Pessoa, vereador Marcos Vinícius (PSDB), aproveitou o esforço concentrado desta quinta-feira (27), para limpar a pauta e decretar o recesso do legislativo municipal, para se despedir do cargo. A cadeira deverá ser conduzida a partir do dia 1° de janeiro pelo vereador João Corujinha que, dentre outras missões, ficará responsável pela execução das obras para a construção da nova sede da Casa.

Marcos Vinícius disse que este ano a sua gestão conseguiu garantir os recursos junto à Caixa Econômica Federal e o projeto arquitetônico para a construção da nova sede da Casa Napoleão Laureano em 2019. Além desse projeto, que deve ser conduzido pelo novo presidente está a manutenção da transmissão das reuniões das comissões permanentes ao vivo pela TV Câmara, a realização de audiências públicas nos bairros da capital e retomada do processo de transparência nas votações plenárias com o painel eletrônico.

Outras melhorias elencadas por Marcos Vinícius em seu discurso de despedida está instalação do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar; a reestruturação do Comitê de imprensa; a reativação da Escola do Legislativo; a instalação das comissões da Lei Orgânica do Município, do Regimento Interno e de extinção das Leis caducas, retomada do processo de transparência nas votações plenárias com o painel eletrônico.

Recordações

Antes de assumir a presidência, Marcos Vinícius foi secretário de comunicação de João Pessoa, na primeira gestão do prefeito Luciano Cartaxo. O tucano disse, no entanto, que deve continuar na Câmara Municipal após deixar a presidência da Casa. “Não se trata de uma adeus. Estarei na mesma trincheira que estive todos esses anos, seguindo o caminho da lealdade e pagando o preço que for preciso para que esta Casa continue sendo um Poder independente e harmônico”, reiterou.

Em outro momento do discurso, Marcos Vinícius lembrou que em 2000 abriu mão da presidência, mesmo tendo a maioria dos votos, para que a Casa não entrasse em 2001 dividida. “Quando conquistamos a Mesa, dividimos esta vitória com todas as vereadoras e vereadores, e hoje estou entregando o comando dos trabalhos ao amigo, João Corujinha, na certeza de que ele saberá conduzir com maestria a gestão no próximo biênio”, desejou.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.