Política

Julgamento de recurso de Berg Lima no TJPB é adiado para março

Troca de advogado de defesa motivou a mudança de data.




Berg Lima foi condenado em primeira instância por improbidade administrativa

O julgamento do recurso do prefeito de Bayeux, Berg Lima, que aconteceria na manhã desta terça-feira (11), acabou sendo adiado pelo Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB). A audiência estava marcada para a Terceira Câmara Cível do TJPB, mas uma mudança nos advogados do gestor municipal obrigou a remarcação para 3 de março.

Até o fim do ano passado, o advogado de Berg Lima era Raoni Vita. Ele, contudo, deixou o caso, mas seu nome ainda constava nos autos. Na audiência desta terça-feira (11), no entanto, o novo advogado pediu mais tempo para analisar o caso.

Berg Lima foi condenado em primeira instância pelo juiz Francisco Antunes Batista, da 4ª Vara Mista de Bayeux, pelo crime de improbidade administrativa.

O prefeito foi preso em flagrante em 5 de julho de 2017, durante uma operação do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba (Gaeco/MPPB). Ele foi flagrado recebendo R$ 3,5 mil de propina de um empresário fornecedor da Prefeitura de Bayeux. O valor foi uma exigência para que o empresário pudesse receber o crédito de R$ 77 mil, referente a um contrato celebrado na gestão anterior.

Em setembro de 2018, ele foi condenado em primeira instância, mas conseguiu o direito de recorrer em liberdade. É o julgamento desse recurso, que está sob a relatoria do desembargador Marcos Cavalcanti, que passou para março.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.