Política

José Lacerda diz que Caravana é culpa de “senilidade” de Maranhão

Vice-governador critica "Caravana da Cidadania" e diz que senilidade de Maranhão começa a afetar suas idéias. "Estado mental do senador foi agravado".



Phelipe Caldas
Phelipe Caldas
José Lacerda durante posse de Júlio Rafael no Sebrae

Phelipe Caldas

O vice-governador José Lacerda Neto (DEM) foi bastante enfático ao criticar a Caravana da Cidadania, criada pela oposição para identificar e monitorar as supostas obras inacabadas do governador Cássio Cunha Lima (PSDB). Lacerda disse que o senador José Maranhão (PMDB) tinha caído no ridículo e que a culpa deste comportamento era da “senilidade” que começava a afetar as idéias do parlamentar peemedebista.

Ainda de acordo com o vice-governador, Maranhão caiu no ridículo desde quando começou a seguidas vezes anunciar a suposta data de sua posse. “Ele queria era enganar o povo da Paraíba, tentando prever a data de sua posse. E isto era grave, porque um político não pode fazer uma declaração que não é revestida de verdade”, declarou.

Sobre a caravana propriamente dita, José Lacerda disse que ela era uma decepção e um desastre, que só iria “agravar o estado mental” do senador José Maranhão.

Lacerda aproveitou a entrevista para, segundo ele, “avivar a memória do parlamentar do PMDB”. Segundo o vice-governador, José Maranhão enquanto governador deixou 1004 obras inacabadas em seu governo, com irregularidades sendo constatadas em vários órgãos federais de fiscalização.

“Obras inacabadas nós tivemos no Governo Maranhão. O governador Cássio Cunha Lima, ao contrário, superou as dificuldades deixadas pelo seu opositor e concluiu muitas das obras deixadas por ele”, concluiu.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.