Política

Governo prorroga sindicância sobre gastos na Casa Civil

Sindicância apura aumento expressivo na compra de carnes pela Casa Civil.




O secretário executivo da Casa Civil do governador, Lúcio Flávio, decidiu prorrogar por mais 30 dias a conclusão da sindicância que visa apurar um aumento expressivo na compra de carnes pela pasta em 2012. O caso tem a ver também com a prestação de contas de 2011, que está para ser julgada pelo Tribunal de Contas.

No Diário Oficial do último sábado (27) foi publicada uma portaria assinada pelo secretário Lúcio Flávio prorrogando o prazo de conclusão da sindicância, que foi aberta no dia 6 de maio de 2013. O pedido de prorrogação foi feito pela presidente da Comissão de Sindicância, Ana Maria Cartaxo Bernardo de Albuquerque.

Na sessão da última quarta-feira (24) do Tribunal de Contas, o conselheiro Umberto Porto, relator das contas de 2011 da Casa Civil, retirou o processo de pauta para que a auditoria examine melhor a questão da compra de genêros alimentícios para a granja Santana, residência oficial do governador.

Na ocasião, ele anunciou que iria aguardar o resultado da sindicância aberta pela Casa Civil sobre os gastos realizados em 2012. Nesta segunda-feira (29), Umberto Porto disse que não tinha conhecimento da decisão do secretário Lúcio Flávio de prorrogar a sindicância por mais um mês. Ele informou que não vai aguardar o resultado da sindicância, devendo colocar o processo de 2011 em julgamento tão logo a auditoria conclua a sua análise.

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.