Política

Governo Federal quer que salários de concursos não ultrapassem R$ 5 mil

Medida valerá para todas as carreiras do Executivo federal.




O Governo Federal definiu que o teto de salários para vagas de ensino superior em concursos públicos realizados em 2018 não deve ultrapassar o valor inicial de R$ 5 mil. A medida valerá para todas as carreiras do Executivo federal e um projeto de lei será enviado ao Congresso Nacional para normatizar a decisão. As vagas de nível médio teriam salário inicial de R$ 2,8 mil.

Segundo as estimativas do governo, a medida – uma das adotadas por Temer para tentar reequilibrar as contas públicas – deve gerar uma economia de R$ 70 bilhões nos próximos dez anos. Os editais já publicados não serão afetados.

Procurando apressar o processo, o governo estuda ainda a possibilidade do projeto ser encaminhado ao Legislativo por meio de uma medida provisória, para que tenha eficácia imediata. Assessores de Michel Temer justificaram a proposta alegando que existe uma discrepância entre os salários de entrada no setor público em relação ao de empresas privadas.

Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o rendimento médio real habitual dos servidores é 56,4% maior. Já a Relação Anual de Informações Sociais (Rais) de 2015 mostram que, enquanto um advogado tem salário inicial de R$ 4,5 mil, um advogado da União ingressa na carreira com contracheque de R$ 19,2 mil. 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.