Política

Gervásio nega recurso da oposição e ‘sepulta’ CPI do Empreender

Oposição havia recorrido para tentar reativar debate sobre programa do governo. 



Francisco França
Francisco França

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Gervásio Maia (PSB), negou a reativação da CPI do Empreender, que tentava investigar possíveis irregularidades no Empreender Paraíba, criado pelo governador Ricardo Coutinho (PSB). O recurso foi apresentado pelo líder da bancada de oposição, Tovar Correia Lima (PSDB), e pela deputada Camila Toscano (PSDB).

Na decisão, publicada no Diário Eletrônico do Poder Legislativo desta quinta-feira (6), o presidente argumenta que o recurso foi indeferido sem análise do mérito, pela ausência do quórum necessário para legitimar o pedido, com fundamento legal no Regimento Interno da Casa. Para que fosse válido, argumenta Gervásio Maia, o pedido deveria ter sido apresentado por pelo menos 1/3 dos membros da casa, ou seja, 12 parlamentares. 

Gervásio Maia também enterra a possibilidade de um novo pedido, ao entender que o recurso teria que ser  protocolizado pelo autor do pedido de CPI, no caso do ex-deputado Dinaldo Wanderley (PSDB), atualmente prefeito de Patos.

Recurso

O recurso de Tovar e Camila Toscano foi apresentado no dia 16 de março, após os governistas terem apresentados duas CPIs, uma para investigar os danos causados aos consumidores paraibanos pelo descumprimento de leis relativas a operações bancárias e outra sobre o direito à meia entrada. 

>>> Gervásio Maia extingue CPI do Empreender e outras quatro investigações

À época, o tucano questionou as manobras do governo para não permitir a investigação sobre o Empreender. "Precisamos saber os motivos que o Governo tem para não permitir que o Empreender seja alvo de debates nesta Casa. Qual é o problema? Deixem que a CPI seja instalada e vamos discutir com toda a Paraíba esse programa. Quem não deve não teme”, disse. 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.