Política

Ferramenta permite a população acompanhar a execução de mais de 3 mil obras do Governo Federal na Paraíba

Plataforma mantida pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão foi disponibilizado nesta terça.




Foto: Walter Paparazzo/G1

Uma nova ferramenta permite o acompanhamento das mais de 3 mil obras do Governo Federal em execução na Paraíba. O Painel de Obras, lançado nesta terça-feira (24), acompanha a situação das obras ligadas ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), ao Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasses (Siconv) e ao Programa Avançar.

De acordo com os dados, disponibilizados pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, atualmente há 3.272 obras do Governo Federal em execuação na Paraíba. O município que concentra o maior número de obras no estado é João Pessoa, com 222 obras, seguido por Campina Grande, com 82 obras, Patos, com 75 obras e os demais municípios paraibanos.

O investimento total, da União nas obras no estado é de R$ 18,43 bilhões. Do total de ações na Paraíba, 2.094 são feitas através de convênio com os Governos Municipais e Estaduais, 927 pertencem ao PAC e 251 ao Programa Avançar.

No portal é possível ver o andamento das obras, o valor de cada uma delas e quem é o órgão responsável pela sua execucação. Estão disponíveis, no sistema, as ações que iniciaram desde o ano de 2007.

Dados nacionais

O Painel de Obras traz dados das ações do Governo Federal em todo o Brasil. Atualmente são 98.499 obras ligadas ao PAC, Siconv e ao Programa Avançar. Essas obras totalizam R$1,23 trilhão investidos desde 1998 com recursos públicos.

O estado com maior número de empreendimentos é São Paulo (11.115), seguido de Minas Gerais (9.671); Rio Grande do Sul (8.855); Bahia (7.858) e Paraná (6.712). Já a pasta que mais investiu nas obras que integram o Painel foi a de Minas e Energia (R$585,9 bilhões). Em seguida, vêm os ministérios das Cidades (R$314 bilhões) e da Defesa (R$116,8 bilhões).


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.