Política

Corrupção gera demissão de 41 servidores na PB

Paraíba é quinto no Nordeste e 17º no Brasil no ranking das expulsões de funcionários corruptos.




Novo levantamento divulgado pela Controladoria Geral da União (CGU), tendo à frente o ministro Jorge Hage, mostra que de 2007 até outubro deste ano foram demitidos de suas funções 41 servidores federais, na Paraíba, por corrupção administrativa. Os dados mantêm o Estado em quinto lugar no Nordeste e 17º no Brasil no ranking das expulsões de funcionários corruptos dos quadros do Governo Federal.

Do total de 41 expulsos ao bem do serviço público, 16 eram lotados no Ministério da Previdência Social (MPS), sete da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), quatro da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e três do Ministério da Saúde. Os demais atuavam nos ministérios da Fazenda, Justiça, Educação e Meio Ambiente.

Ainda de acordo com o levantamento da CGU, no período, foram demitidos por corrupção praticadas por servidores federais, na Paraíba, 18 em 2007, oito em 2008, três em 2009, sete em 2010 e até outubro deste ano, cinco.

Região

No Nordeste, a Bahia lidera o ranking com 89 servidores expulsos, no período, enquanto Ceará aparece em segundo lugar com 78 funcionários demitidos, seguido por Pernambuco com 67 demissões e o Estado do Maranhão com 64.

No Estado do Rio Grande do Norte, foram afastados 30 servidores federais, 22 em Alagoas, 15 no Piauí e 13 em Sergipe.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.