Política

Cartaxo vai anunciar reforma na equipe de secretários até o final do mês

Gestor vai esperar saída de vereadores que ocupam cargos na gestão para preencher espaços que estão vagos.




Até o fim do próximo mês o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), vai realizar uma ampla reforma administrativa em sua equipe de governo. Cartaxo vai aproveitar a desincompatibilização dos três vereadores que atualmente comandam secretarias na prefeitura para garantir uma equipe que possa acompanhá-lo até o fim do segundo semestre. A expectativa é que na reforma o prefeito anuncie também nomes para pastas que ainda estão sem titulares.

A intenção é fazer uma reforma mais ampla para evitar o ‘entra e sai’ de secretários, característico de sua gestão. Ele pretende fechar a equipe somente no fim de março, de uma forma mais ampla e que contemple todas as mudanças necessárias, não só a substituição dos vereadores que irão retornar à Câmara. Além dos três vereadores, seis pastas possuem carência de auxiliares, sejam secretários ou adjuntos.

Até o dia 2 de abril, os vereadores Helton Renê (PP), da Secretaria de Proteção e Defesa ao Consumidor; Marcos Vinícius (PSDB), da Secretaria de Comunicação, e Pedro Alberto Coutinho (PTB), do Instituto de Previdência do Município, vão deixar a gestão para concorrer nas eleições de outubro. Conforme a legislação eleitoral, aqueles que pretendem concorrer no pleito de outubro devem se afastar dos cargos.

“A legislação obriga, então eles vão ter que retornar à Câmara Municipal. São vereadores que estão cumprindo papel importantíssimo na nossa gestão, mas terão que retornar ao Legislativo até o fim de março para disputar a reeleição”, explicou Cartaxo. O prefeito, no entanto, não adiantou os novos nomes que devem compor sua equipe.

SAÚDE

A Secretaria de Saúde é um exemplo das frequentes mudanças na equipe de Cartaxo. Foram cinco mudanças na titularidade da pasta em pouco mais de três anos de mandato. Porém, nem sempre o prefeito anuncia prontamente um substituto. Em alguns casos, as pastas permanecem sem secretários, como é o caso do Orçamento Participativo (OP), da Secretaria de Turismo e da Transparência Pública.

Desde que os petistas Jackson Macedo e Éder Dantas entregaram seus cargos, após Cartaxo se desfiliar do PT, tanto o OP quanto a Transparência Pública são comandados por interinos. Na Secretaria de Turismo, o cargo de secretário permanece vago há um pouco mais de tempo. Há quase nove meses o vereador Bruno Farias (PPS) deixou o cargo, após reclamar do baixo orçamento destinado ao Turismo. A secretária adjunta, Grace Kelly, o substituiu interinamente, mas pouco tempo depois pediu para sair.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.