Política

Cartaxo formaliza contrato de U$ 100 milhões com o BID e agenda 'Missão Arranque'

Técnicos do banco estarão em João Pessoa, em fevereiro, para definir os detalhes do programa.




Contrato de U$ 100 milhões com o Bid foi formalizado em Brasília nesta quarta-feira. Foto: Divulgação/Secom-JP

Técnicos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) estarão em João Pessoa no próximo dia 4 de fevereiro para dar início ao planejamento do Programa João Pessoa – Cidade Sustentável. A chamada ‘Missão Arranque’ foi definida após reunião do prefeito Luciano Cartaxo (PV) com o representante do BID no Brasil, Hugo Flórez, na manhã desta quarta-feira (23), em Brasília.

No encontro foi formalizado o primeiro contrato internacional de financiamento celebrado pelo município, no valor de U$ 100 milhões (R$380 milhões considerando o valor do dólar cotado nesta quarta-feira em R$ 3,80), para execução do Programa de Desenvolvimento Integrado e Sustentável de João Pessoa .

A Missão Arranque terá o objetivo de definir todos os detalhes do programa, com aprovação dos últimos projetos e de prazos de execução das 35 ações previstas, além dos protocolos para aplicação dos recursos. Numa primeira etapa, a execução será focada na definição de termos de referência de cada ação, contratação de consultorias e realização de licitações. Os investimentos totais previstos são de U$ 200 milhões, sendo U$ 100 milhões de contrato com o BID e U$100 milhões de contrapartida do Município. Grande parte da contrapartida, segundo Cartaxo, já está sendo executada nos programas de habitação e de urbanização da Capital.

O prefeito usou as redes sociais para destacar algumas obras que devem ser incluídas no Programa João Pessoa – Cidade Sustentável, que deve investir sobretudo na área de mobilidade urbana e de preservação do patrimônio histórico. “Nosso objetivo é preservar nossa história, preservar o meio ambiente, planejando a cidade para o futuro”, afirmou.

Olá, pessoal! Hoje é um um dia muito especial para João Pessoa. Oficializamos com o BID, em Brasília, o Programa João Pessoa – Cidade Integrada e Sustentável- e definimos a realização da Missão de Arranque, no dia 4 de fevereiro. Este Programa visa construir uma cidade com mais qualidade de vida e preparada para o futuro.

Publicado por Luciano Cartaxo em Quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Planejamento e qualidade de vida

Após a definição do período da Missão de Arranque do Programa João Pessoa – Cidade Sustentável -, o prefeito Luciano Cartaxo se disse feliz e comemorou a aprovação do projeto que vislumbrou em 2012, antes de posse na Prefeitura, e deu início em 2013, no primeiro ano de sua gestão. “Foi um longo caminho, mas sempre acreditamos que João Pessoa conseguiria conquistar este programa que vai preparar a cidade para o primeiro milhão de habitantes, com qualidade de vida e integrada às práticas de gestão mais modernas do mundo”, afirmou.

Luciano lembrou que, desde o primeiro momento, apostou neste programa do BID, que garante o planejamento da cidade para o futuro, com cuidados com o meio ambiente e áreas degradadas, tecnologia avançada, segurança e planejamento integrado. “Nosso sonho é construirmos uma João Pessoa com muita qualidade de vida para se viver, não sonho é construirmos uma João Pessoa com muita qualidade de vida para se viver, não apenas para os habitantes atuais, mas, também, para as futuras gerações”, destacou.

O representante do BID no Brasil, Hugo Flórez, parabenizou João Pessoa pela conquista, destacando que poucos municípios têm conseguido aprovar financiamento na instituição. João Pessoa foi a única das sete cidades brasileiras que pleiteavam a aprovação do Programa de Desenvolvimento Integrado e Sustentável a ter o programa aprovado em todas as etapas. Flórez se disse satisfeito com o andamento do programa da Capital paraibana e a perspectiva de implantação de projetos modernos, integrados, tecnologicamente avançados, de urbanização e sustentabilidade ambiental e fiscal.

Equilíbrio fiscal

A aprovação do Programa João Pessoa – Cidade Sustentável – só foi possível devido ao equilíbrio fiscal e a gestão de resultados implantados pelo prefeito Luciano Cartaxo ao longo de sua administração. Antes do BID, a proposta de financiamento foi aprovada pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e pelo Senado.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.