Política

Cartaxo concede reajuste para professores que passa a ser 30% maior do que o piso nacional

Segundo o prefeito, com o aumento, remuneração pode chegar a R$ 9,2 mil na capital.




Foto: divulgação/secom-jp

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), anunciou, na manhã desta terça-feira (21), um aumento de 13% nos salários dos mais de 4.500 profissionais do magistério da rede municipal de ensino da capital. Segundo o gestor, com um reajuste, superior ao concedido pelo governo federal, os professores devem receber uma remuneração salarial 30% superior ao Piso Nacional da Educação.

Um estudo divulgado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) revelou que o pagamento do novo piso nacional (que passa de R$ 2.557,74 de 2019 para R$ 2.886,24), anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro, deve provocar um impacto de R$ 1,5 milhão nas contas das prefeituras paraibanas.

De acordo com a nova tabela de pagamentos, os profissionais da Educação no regime de 30h e início de carreira com nível médio, passam a receber uma remuneração de R$ 2.766,62. Com nível superior, entre professores e especialistas, o valor fica fixado em R$ 3.478,42. Mas, considerando os anos finais e profissionais com doutorado, a remuneração pode chegar a RS 9.213,51. O pagamento é retroativo a 1° de janeiro e o ganho real representa uma elevação três vezes superior à inflação acumulada em 2019, que ficou em 4,31%.

“O futuro de uma nova geração passa pela educação. E essa transformação começa na sala de aula, com professores mais valorizados. É por isso que aqui em João Pessoa vamos dar a largada para o ano letivo 2020 com aumento salarial de 13%, dentro do programa de valorização do Magistério implantando ainda em 2013. A medida vem somada a outras ações importantes, como o pagamento do 14º salário, realizado no final do ano passado, e a distribuição de microfones para melhorar a saúde vocal dos profissionais da Educação”, disse o prefeito Luciano Cartaxo.

Concurso

A secretária de Educação de João Pessoa, Edilma da Costa Freire, destacou que a área será beneficiada também com concurso público para 700 profissionais este ano. “As vagas serão destinadas à Educação Infantil, fortalecendo a maior rede de creches da Paraíba. Com isso, chegaremos à marca de 2 mil novos profissionais entrando pela porta da frente do serviço público apenas na Rede Municipal de Ensino”, destacou.

O anúncio aconteceu durante a abertura do ano letivo 2020, com a Formação Continuada do Programa Geração Alfabetizada reunindo mais de 300 diretores das escolas e creches, realizado no auditório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), nesta terça-feira (21). A formação teve como tema ‘Escola boa é aquela que ensina e na qual o aluno aprende’, e recebeu a formadora da cidade de Fortaleza, a professora Lucidalva Pereira Bacelar, com o objetivo de discutir sobre o papel da gestão escolar para garantir uma escola em que os alunos e alunas tenham uma educação de qualidade.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.