Política

Candidatos em Campina Grande enriquecem patrimônio em 2 anos

Comparando declarações de bens feitas entre 2010 e 2012, candidatos à Prefeitura de Campina Grande aumentaram suas fortunas.




Comparando as declarações de bens feitas pelos candidatos de Campina Grande este ano com as que foram feitas em 2010, é possível observar que grande parte deles enriqueceu em dois anos. Guilherme Almeida, por exemplo, praticamente duplicou o valor de seus bens.

Há dois anos, quando foi reeleito deputado estadual, Almeida declarou ter R$ 557 e agora passa para R$ 1,099 milhão.

Situação similar é a de Tatiana Medeiros, que em 2010 fez uma declaração de patrimônio de R$ 712 mil e agora pulou para R$ 1,088 milhão. Naquela eleição, a ex-secretária de Saúde foi derrotada para o cargo de deputada estadual.

Outra candidata que teve crescimento do patrimônio foi Daniella Ribeiro: de R$ 72 mil em 2010 para os atuais R$ 385 mil. Já o candidato Sizenando Leal triplicou o valor de seus bens em quatro anos. Em 2008, quando disputou a Prefeitura de Campina, declarou R$ 20 mil; agora tem R$ 60 mil.

Na contramão do crescimento das finanças aparece apenas Romero Rodrigues. Quando foi eleito deputado federal em 2010, ele disse que tinha R$ 794 mil, e em dois anos esse valor foi reduzido em mais de R$ 300 mil, caindo para R$ 435 mil.
 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.