Política

Alexandre de Moraes é eleito ministro substituto do TSE

Tribunal é formado por sete ministros: três oriundos do STF, dois do STJ e dois da advocacia.  



Marcelo Camargo/ Agência Brasil
Marcelo Camargo/ Agência Brasil
Alexandre de Moraes ficará na vaga aberta após a morte de Teori Zavascki, falecido em janeiro em um acidente de avião

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes foi eleito nesta quarta-feira (5) para ocupar vaga de substituto no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Moraes ficará na vaga aberta após a morte de Teori Zavascki, falecido em janeiro em um acidente de avião. Os magistrados substitutos atuam somente na ausência dos efetivos de seu respectivo tribunal.

A eleição foi simbólica porque Moraes seria o próximo a assumir o cargo no tribunal eleitoral por ser o membro mais novo no Supremo que ainda não ocupou a vaga. Ele tomou posse na Corte em 22 de março.

Na mesma sessão, o Supremo também definiu a lista tríplice que será enviada ao presidente Michel Temer para ocupar a vaga que será aberta com o fim do mandato da ministra efetiva Luciana Lóssio. O advogado Tarcísio Vieira foi o mais votado e encabeça a lista. Em segundo ficaram Sérgio Banhos e Carlos Bastide Horbach.

Composição

O TSE é formado por sete ministros: três oriundos do STF (Gilmar Mendes, Rosa Weber e Luiz Fux), dois do Superior Tribunal de Justiça (Herman Benjamin e Napoleão Nunes Maia Filho) e dois da advocacia (Luciana Lóssio e Henrique Neves). Nos próximos dois meses, termina o mandato de Neves e Luciana, que serão substituídos. Temer já indicou para ocupar a vaga de Henrique Neves o advogado Admar Gonzaga, mais votado em uma primeira lista tríplice enviada pelo STF. 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.