Policial

PRF divulga balanço de 2010 sobre acidentes e criminalidade na PB

Número de vítimas em acidentes nas estradas do Estado caiu. Criminalidade também está em baixa.




Da Redação
Com Assessoria PRF

Às vésperas do Ano Novo, um balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Paraíba sobre o ano de 2010 registra queda na quantidade de feridos e mortos em acidentes automobilísticos e também a redução de ações criminosas nas estradas federais paraibanas.

Comparando com o ano passado, o número total de acidentes apresentou taxa de crescimento de 5,48%, número considerado bom, uma vez que a frota de veículos no mesmo período cresceu acima de 10%. Em 2009, esse crescimento havia sido de 6,41%, e em 2008 21,77%, o que aponta para uma desaceleração progressiva.

Acidentes nos últimos quatro anos
20072.728
20083.322
20093.535
20103.740

 

Comparativo ano a ano
2007 – 2008594 (+) 21,77%
2008 – 2009213 (+) 6,41%
2009 – 2010205 (+) 5,48%

Já com relação às vítimas nas rodovias federais da Paraíba, houve redução de 3,47% no número de feridos e 8,42% no número de mortos, o que é bastante relevante, levando-se em consideração, também nesse caso, as altas taxas de crescimento do número de veículos em circulação no Estado.

Neste ano de 2010, a PRF registrou 3.740 acidentes com 2.225 feridos, sendo, 1.606 com lesões leves, 619 com lesões graves e 185 mortos. Enquanto que o ano passado encerrou com 3.535 acidentes com 2.307 feridos, 1.622 com lesões leves, 685 graves e 202 mortos.

Embora a avaliação seja bastante positiva, ainda não é motivo para comemorações. Talvez seja o início de uma nova cultura voltada para a segurança no trânsito, e que os motoristas e motociclistas paraibanos se adequem a essa realidade, evitando assim as tragédias que em sua grande maioria poderiam ter sido evitadas se todos praticassem a prudência e as boas práticas de condução. Espera-se também que a consciência da gravidade da violência no trânsito possa estar sendo absorvida, assim como o conceito de que alguns segundos podem fazer a diferença para a vida humana.

Causa espanto que a maioria dos acidentes ocorridos nas rodovias federais paraibanas – que são consideradas as melhores do País – ocorrem em pleno dia, com céu claro, em pistas retas e secas

Acidentes
 Em pleno dia 2.096 (56,04%)
 Com céu claro 1.924 (51,44%)
 Em retas
 3.043 (81,36%)
 Com pistas secas 3.045 (81,42%)

Em um comparativo entre todos os estados da região Nordeste, a Paraíba é o 4º onde aconteceram mais acidentes, ficando atrás da Bahia, com 9.052, do Pernambuco, com 7.100, e do Rio Grande do Norte, que registrou 3.808 acidentes ao longo de 2010.

Quanto à quantidade de feridos nestes acidentes, o estado paraibano é o que registra o menor número entre todos no Nordeste: 225. A Bahia também lidera este ranking, com 5.601 feridos, seguido do Pernambuco, com 4.096, e do Ceará, com 2.520.

E quando o assunto é a quantidade de mortos nos acidentes nas rodovias federais, a Paraíba ocupa a 6ª posição. Os líderes deste ranking negativo são, de novo, Bahia, com 781 mortos nas estradas, Pernambuco, com 451, e Maranhão, 284.

Comparativo dos estados do Nordeste (2010)
 AcidentesFeridosMortos
  Alagoas2.2141.612149
  Bahia9.0525.601781
  Ceará3.6742.520260
  Maranhão2.4821.786284
  Paraíba3.740225185
  Pernambuco7.1004.096451
  Piauí2.5351.546200
  Rio Grande do Norte3.8081.969182
  Sergipe1.429871119

Operacional

Em 2010, a PRF na Paraíba já fiscalizou nas rodovias federais paraibanas mais de 119.500 veículos, com 31.576 autos de infração de trânsito lavrados e 2.381 veículos retidos para regularização.

Ainda no mesmo período, recolheu 992 carteiras de habilitação vencidas ou que estavam em outras situações de irregularidade, 5.657 documentos de veículos foram retidos, prestou 3.588 auxílios aos usuários de rodovias e apreendeu 1.435 animais que se encontravam soltos nas estradas.

Criminalidade

O ano de 2010 também vem apresentando expressiva baixa nas ocorrências de crimes nas rodovias federais, principalmente com relação aos assaltos a veículos de cargas ou de passageiros (ônibus). Em anos anteriores, esse tipo de ocorrência era frequente, com ações de quadrilhas especializadas, e graças a uma intensificação no patrulhamento e o emprego do grupo de Operações Especiais e recursos de inteligência policial, praticamente reduziu-se a “zero” e os poucos casos foram imediatamente elucidados e os meliantes presos.

A PRF, em 2010, também apreendeu mais de 100 kg de drogas, 47 armas de fogo, 313 munições, mais de 70 mil pacotes de cigarros contrabandeados, e ainda recuperou 41 veículos roubados.

Quanto às prisões, com seu efetivo de apenas 263 Policiais Rodoviários Federais, a PRF prendeu e encaminhou 790 pessoas à Polícia Judiciária, incluídos aí assaltantes, foragidos da justiça e motoristas que dirigiam embriagados, entre tantos outros.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.