Policial

Preso ferido em rebelião no presídio do Róger morre no hospital

Detento era um dos 14 feridos do tumulto que aconteceu na sexta-feira (17).



Daniel Peixoto
Daniel Peixoto
O policiamento foi reforçado no presídio.

Morreu na madrugada deste sábado (18) um dos detentos feridos na rebelião que aconteceu na tarde desta sexta-feira (17) na Penitenciária de Segurança Máxima Desembargador Flósculo da Nóbrega, o presídio do Roger. A morte foi confirmada na manhã deste sábado (18) pelo tenente-coronel Arnaldo Sobrinho, gerente executivo do Sistema Penitenciário da Paraíba (Seap). O nome do detento não foi divulgado.

O tenenente-coronel afirmou ainda que desde a madrugada a situação no presídio do Roger está tranquila. No entanto, segundo ele, foram adotadas alguns procedimentos de "pós-crime". O policiamento está intensificado e uma sindicância para descobrir quais os presos envolvidos no tumulto e quais foram os agressores do detento preso.

A rebelião no Roger teve início na tarde da sexta-feira (17) quando presos do 5º pavilhão tentaram invadir o 4º. Os policiais que fazem a vigilância das guaritas tentaram conter os detentos com tiros. O barulho chamava a atenção e assustou quem mora na vizinhança. Muitos tiros puderam ser ouvidos durante toda a tarde.

Familiares de presos, preocupados com seus parentes, também foram para a porta do presídio em busca de informações. A Tropa de Choque da Polícia Militar foi chamada para conter o tumulto e muitas ambulâncias estiveram no local para resgatar homens feridos, que foram levados, 10, para o Hospital de Emergência e Trauma, e quatro para o Ortotrauma de Mangabeira.

Na última quarta-feira (15), o mesmo presídio foi palco de outra rebelião. Na ocasião, o tenente-coronel Arnaldo informou que o tumulto foi motivado por conta da falta de água na região. A polícia chegou a ser chamada, usou armamento não letal e a situação foi controlada sem deixar feridos graves.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.