Policial

Polícia registra três assassinatos

A noite da última quinta-feira (29) foi violenta, com registro de três assassinatos motivados por tráfico de drogas e rixas familiares.




Durante a noite da última quinta-feira a polícia registrou três assassinatos na região metropolitana de João Pessoa. As mortes ocorreram no bairro Mangabeira e Jardim Veneza, e no município de Santa Rita. Conflito familiar e tráfico de drogas podem ter motivado os homicídios e por enquanto nenhum suspeito foi detido.

No bairro do Jardim Veneza, na capital, Fernando Nunes da Silva, de 33 anos, foi morto com uma facada na barriga e o principal suspeito de praticar o crime é seu enteado. De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança e Defesa Social, a vítima tentou intervir em uma discussão que acontecia dentro de sua própria casa quando foi atingida por um golpe de arma branca que teria sido desferido por seu enteado de 15 anos.

Fernando Nunes ainda foi socorrido para a o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos. A polícia fez várias rondas pelo bairro e não conseguiu efetuar a apreensão do garoto. O assassinato será investigado pela Delegacia de Homicídios.

Em Mangabeira, um adolescente de 15 anos foi executado a tiros dentro de um prédio abandonado. De acordo com o agente de investigação Lira, o garoto teria sido atraído para o local por outras pessoas. O crime pode ter relação com um outro homicídio que aconteceu durante a manhã da quarta-feira no bairro. A participação do adolescente com o tráfico de drogas ainda está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios.

No município de Santa Rita a vítima de homicídio foi uma mulher de 27 anos. Josilene Ferreira da Costa foi executada a tiros dentro de sua casa no bairro Popular, por volta das 22h. A polícia já possui nomes dos possíveis responsáveis pelo crime, mas não os divulgou. A principal suspeita é que a morte estaria relacionada com acertos de contas do tráfico de drogas.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.