Policial

Motoqueiro morre ao invadir contramão e bater em caminhão na PB-121

Um segundo motociclista que vinha atrás também caiu da moto ao tentar uma frenagem e teve ferimentos leves. O motorista do caminhão saiu do local.




Um grave acidente envolvendo uma moto e um caminhão deixou uma pessoa morta e duas feridas na manhã desta segunda-feira (28), entre as cidades de Montadas e Pocinhos. O motoqueiro Daniel de Siqueira Melo, 29 anos bateu de frente com o caminhão após perder o controle em uma curva e invadir a contramão, morrendo na hora. Um segundo motociclista que vinha atrás também caiu da moto ao tentar uma frenagem e teve ferimentos leves. O motorista do caminhão saiu do local, mas disse que iria se apresentar em delegacia. 

O acidente aconteceu na rodovia estadual PB-121 e a moto de Daniel Siqueira ficou presa entre as rodas da caminhão. Segundo as informações da Polícia Civil, a vítima vinha da cidade de Sertânia, no estado de Pernambuco, com destino a cidade de Alagoa Grande, onde iria trabalhar em uma obra na barragem de Camará. Daniel estava em uma moto de placa PEQ-5070. 
 
O outro motociclista que ficou ferido, Cristiano Aguiar Barbosa, 23 anos, era colega de Daniel e estava indo atrás dele, sendo testemunha do acidente. A suspeita é que Daniel entrou na curva em uma velocidade alta e acabou indo para a faixa contrária. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi ao local, atender Cristiano Aguiar, mas encontrou Daniel de Siqueira já sem vida. 
 
O motorista do caminhão foi identificado como  Antônio de Pádua Lins. Conforme a Polícia Civil, ele teria deixado o local abandonando a caminhão. Um parente dele foi ao local e informou aos policiais que o motorista teria ficado ferido, estava sendo socorrido e que iria se apresentar em uma delegacia posteriormente. O caminhão de placas KJC-2015, do Rio Grande do Norte, estava carregada de caixas d’água. 
 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.