Policial

Jovem suspeito de matar alemão é ouvido pela polícia

Jovem de 18 anos é apontado pela polícia como um dos suspeitos de participar do assassinato de Siegsried Schinpf.




A polícia ouviu na noite da segunda-feira (2), na Delegacia de Homicídios de João Pessoa,  um jovem de 18 anos que é apontado como um dos suspeitos de participar do assassinato do alemão Siegsried Schinpf, de 62 anos, na Delegacia de Homicídios em João Pessoa.

O corpo do estrangeiro foi achado com 13 facadas no domingo (1º) na casa da própria vítima na Praia Formosa, em Cabedelo, na Grande João Pessoa.

De acordo com o tenente Alexandro Sousa, da 4ª Companhia da Polícia Militar, o jovem foi ouvido por um delegado da Homicídios e em seguida liberado. “Segundo informes, ele estaria envolvido na morte do alemão. Nós fizemos a apreensão para o delegado ouvir e a Polícia Civil investigar”, explicou o tenente.

Siegsried Schinpf era professor de alemão e morava na Paraíba há 17 anos. Ele foi casado com uma médica paraibana, mas há 5 anos eles estavam separados. Siegsried Schinpf tinha dois filhos com a médica, sendo um de 9 e outro de 10 anos.

De acordo com o delegado Isaías Olegário, da 7ª Delegacia Distrital em Cabedelo, na sexta-feira (30) a namorada do professor de alemão foi até a delegacia para registrar o desaparecimento dele. Ela contou que marcou um encontro com o alemão, mas ele não apareceu e também não atendeu as ligações.

Por volta das 11h30 do domingo (1º), o filho dela foi até a casa do professor e encontrou o corpo na cozinha. A suspeita dos peritos do Instituto de Polícia Científica (IPC) é que o estrangeiro tenha sido assassinado entre a noite da sexta-feira (30) e a madrugada do sábado (31).


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.