Policial

Blitz prende acusado de abusar menores

Adolescentes estariam bebendo e usando drogas na companhia do suspeito.




A Companhia de Policiamento do Trânsito (CPTran) de Campina Grande prendeu um homem acusado de oferecer bebidas e drogas em troca de favores sexuais a dois adolescentes de 15 e 16 anos.

O industriário Sandro Cavalcanti, 47 anos, foi detido por uma blitz na noite de quinta-feira, em Campina Grande, com os jovens no interior de um Fiat Uno vermelho, de placas OEX 7338.

Segundo o Major Eduardo Jorge, comandante da CPTran, o veículo foi parado na rua Odon Bezerra, no bairro da Liberdade, por volta de 23h30.

“O policial pediu para baixar o vidro e sentiu cheiro forte e estranho. Os adolescentes estavam muito debilitados, contaram que estavam em companhia do acusado desde 9h da manhã, consumindo drogas e álcool. Ele estava tentando levá-los para sua residência, que fica próximo do local onde houve a blitz”, afirmou. O acusado foi encaminhado para a Central de Polícia, onde se encontra detido na carceragem, aguardando o pagamento de fiança.

Ele confirmou em depoimento à delegada Renatta Silva Dias o consumo de álcool e entorpecentes, mas negou a iniciativa de querer abusar dos jovens. Os dois adolescentes foram ouvidos e entregues aos responsáveis.

Roubos na UFCG
Um auxiliar de pintor foi preso em flagrante na manhã de ontem após praticar assaltos contra estudantes da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

Segundo denúncia, Emanuel Messias Ferreira da Silva, de 20 anos, estaria armado abordando os alunos nas proximidades do campus, em Bodocongó. Ele teria, segundo a polícia, praticado pelo menos três assaltos.

O acusado foi detido em flagrante pela Polícia Militar. “Ele tentou fugir quando viu uma viatura passando próximo à praça do Conjunto dos Professores. Emanuel Messias estava com um revólver 38, munições e três celulares”, disse o tenente-coronel Souza Neto.

Emanuel Messias foi encaminhado ainda na manhã de ontem para o Presídio do Serrotão. Ele deverá ficar detido na unidade, aguardando as decisões do Poder Judiciário. O caso será apurado pela Polícia Civil.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.