Policial

Suspeito de matar taxista a tiros tem prisão preventiva decretada

De acordo com a PM, o crime teria acontecido após uma briga de trânsito; suspeito faria parte de um clube de tiro e teria experiência com o manuseio de armas de fogo.




Após quase três horas de negociação, suspeito de matar taxista durante briga de trânsito se entrega à polícia (Foto: Reprodução)

Após passar por uma audiência de custódia, o homem suspeito de matar um taxista a tiros, no final da tarde da sexta-feira (15), teve a prisão preventiva decretada. Ele foi encaminhado para o 5º Batalhão de Polícia Militar da João Pessoa, porque possui curso superior completo. Gustavo Teixeira Correia, de 42 anos, se entregou à polícia após quase três horas de negociações que aconteceram ainda na sexta-feira. O crime aconteceu no bairro do Bessa, na capital.

Segundo informações da Polícia Militar, depois de ter se irritado com a demora de uma manobra que estava sendo realizada pela vítima, o suspeito que estava sob o efeito de bebidas alcoólicas começou a discussão. De acordo com o coronel da PM, Lívio Delgado, o condutor do veículo em que o suspeito era levado, confirmou que ele estava embriagado e por isso o levava para casa.

O suspeito fugiu para casa, onde estava armado e na companhia da esposa. Ela ajudou com o início da negociação. “A gente teve que acionar o BOPE, quando ela parou de manter contato. A informação que temos é que ele possui um revólver e uma outra arma. Ele faz parte de um clube de tiro e tem experiência com o uso delas”, informou o coronel.

O cerco policial começou por volta das 18h e terminou pouco mais das 20h30. Após se entregar, o suspeito foi encaminhado para a Central de Polícia de João Pessoa e deve passar por uma audiência de custódia às 13h deste sábado.

A vítima foi socorrida para o Hospital de Trauma da capital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O velório dele está previsto para acontecer ainda neste sábado.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.