Imprimir

Protesto de hoje em João Pessoa tem mais de 30 mil apoiadores no Facebook

foto

Previsto para começar às 16 horas de hoje, o protesto "Avante João Pessoa" registrou manifestações de apoio de 31 mil pessoas no Facebook, com o compromisso de participar do ato público. A Polícia Militar montou um esquema de segurança para acompanhar as manifestações, comércio e repartições fecharão mais cedo e ruas serão interditadas. O secretário de Segurança Pública, Cláudio Lima, advertiu que não aceitará ações criminosas durante o protesto. Os policiais não usarão armas letai, mas estão instruídos para garantir a tranquilidade pública e proteger prédios contra a ação de vândalos que estiverem infiltrados no movimento de protesto contra preços de passagens de ônibus, em sintonia com a mobilização detonada em várias capitais, inclusive, com o registro de incidentes.

A Polícia Militar vai utilizar todo o efetivo da capital e região metropolitana, além de reforço de batalhões policiais de Itabaiana e Guarabira. Será um efetivo numeroso, mas por questão de estratégia o secretário negou-se a divulgar a quantidade dos que vão integrar o contingente policial. Cláudio Lima avalia que se trata de uma situação única. "É a primeira vez que se vê um movimento surgir de forma espontânea e sem cabeça. É o maior evento do país mesmo", acentuou. O secretário garantiu que os bairros não ficarão sem policiamento. Os policiais que ficarão de fora do contingente no protesto portarão armas convencionais para a eventualidade de distúrbios mais graves. "A manifestação tem um foco e a polícia tem vários. O principal é manter o caráter pacífico, mas ninguém se iluda de achar que quem cometer algum crime estará impune", prosseguiu.

A seccional paraibana da Ordem dos Advogados do Brasil, atendendo a um ofício do Conselho Federal, disponibilizará uma equipe de advogados para realizar atendimento gratuito a manifestantes, policiais e toda a população, em caso de violação de direitos. Vinte e seis membros da instituição estarão apostos para qualquer chamado, prontificando-se a ingressar com habeas corpus se ocorrer alguma prisão arbitrária. A direção da entidade deixou claro que não defenderá manifesantes que promovam ações de vandalismo durante a marcha. As manifestações vão se estender por cidades do interior, como Campina Grande, Pombal, Sousa e Cajazeiras. Além de reivindicar o passe livre e a redução das tarifas de ônibus, os manifestantes irão protestar contra a corrupção. A orientação dos organizadores é no sentido de que os participantes compareçam de camisas brancas, levando cartazes e flores.

A Câmara de Diretores Lojistas de João Pessoa recomendou o fechamento dos estabelecimentos comerciais do centro da capital, principalmente no Parque Solon de Lucena e imediações a partir das 15 horas. Alguns órgãos públicos, como o Tribunal de Justiça da Paraíba, anunciaram a redução do expediente. Faculdades e escolas devem liberar alunos mais cedo. O estudante de geografia Enver José, da UFPB, que integra o movimento, destacou que os manifestantes organizaram uma comissão especial para coibir qualquer ação violenta dentro do protesto. A previsão é de caos no trãnsito. A expectativa é de que a mobilização siga pela Lagoa do Parque Solon de Lucena, retorne ao Liceu e desça para a avenida Epitácio Pessoa. Diversos sindicatos estão engajados à iniciativa, fornecendo, inclusive, carros de som para o trajeto. Uma logomarca do protesto foi feita pelo artista Shiko, com o lema: "Não é por centavos, é por direitos".

RepórterPB

Siga a polêmica

[ Postagens Anteriores ]

[ Comentários Polêmicos ]

3 Responses to Protesto de hoje em João Pessoa tem mais de 30 mil apoiadores no Facebook

  1. Autor:
    lyvia thais
    Cidade:
    joão pessoa
    Estado:
    83
    Data:
    20/jun/2013
    Hora:
    13h05

    APOIO ESSE PROTESTO O ESTUDANTE DEVE TER DIREITO AO PASSE LIVRE
    E NÃO A DIMINUIÇÃO DE ALGUNS CENTAVOS

  2. Autor:
    valdete p. Sousa
    Cidade:
    joão pessoa
    Estado:
    pb
    Data:
    20/jun/2013
    Hora:
    14h57

    Sou a favor de qualquer movimento social , popular que venha a tratar de
    problemas no qual as pessoas são lesadas, eu acho a passagem de
    joão pessoa cara por ser um lugar pequeno e perfazendo percurso também
    pequeno. Mas entre tantos outros problemas que acarreta nosso bolso o
    bolso do trabalhador. Existe a alimentação o básico feijão e arroz que foi um
    dia alimento do podre . Hoje talvez farinha e rapadura, porque carne só em
    sonho. vocês que são a força jovem. Lembrem da saúde que está no CTI DA
    Educação que ficou no passado e da justiça social que dos livros não saiu os
    Dotoures Juízes são muito bem pagos para se preocupar com pobre.E nada
    fazem ou fingem que fazem.
    Cantem para me de Milton Nascimento a música Coração de Estudante
    Lembrando dos anos 60. Quero ouvir a onde eu estiver. E para marcar este
    momento. Obrigada

  3. Autor:
    rodrigo felismino martins
    Cidade:
    joão pessoa
    Estado:
    paraiba
    Data:
    21/jun/2013
    Hora:
    11h59

    #ogiganteacordou vamos pra rua brasil em pró de nossos idéais #semviolencia

[ Qual a sua opinião? Comente, polemize! ]

Voltar ao topo