Esportes

Ovacionado pela torcida, Edmundo se emociona no Amigão

“É a maior felicidade que um jogador pode ter. Ser substituído e ir para o banco ouvindo os torcedores gritando o seu nome é de emocionar. Eu espero poder fazer por onde conseguir passar por isso de novo”.



Wênia Bandeira
Wênia Bandeira

Wênia Bandeira,
Especial para o Paraíba1

Herói do rubro negro, o autor do único gol da partida sai de campo ovacionado pela torcida. O atacante Edmundo sofreu e cobrou o pênalti, tirando o Campinense da lanterna da Série B do Campeonato Brasileiro.

“É a maior felicidade que um jogador pode ter. Ser substituído e ir para o banco ouvindo os torcedores gritando o seu nome é de emocionar. Eu espero poder fazer por onde conseguir passar por isso de novo”, falou o jogador.

Mas segurando a modéstia, Edmundo lembrou a atuação de toda a equipe. Segundo ele, o jogo desta sexta-feira (28) foi o melhor já disputado pelo time de Campina Grande, com todo o grupo trabalhando como deve ser.

A opinião do atleta é a mesma do professor. Para Freitas Nascimento, esta foi a partida mais disputada que o Campinense teve na competição, por este motivo o resultado magro que livrou o clube de um fantasma.

“Assistir televisão, ouvir rádio, ler jornal, é muito difícil quando se passa por problemas. A imprensa toda bateu muito na tecla da lanterna, isso doe, machuca. Finalmente vamos conseguir nos informar sem passar por isso”, afirmou o técnico.

O comandante ainda aproveitou para elogiar o seu goleiro. “Todos falaram mal de Fabiano. Todos disseram que eu tinha que tira-lo do time. Eu lembro quando Pantera teve um frango e disseram a mesma coisa. Sempre acaba sobrando para o goleiro. Eu deixei Fabiano e ele hoje salvou o nosso time”.

Freitas ainda garantiu que os resultados continuarão. Segundo ele, o Campinense continuará na Série B para 2010 e os últimos resultados provam isso. A equipe está há cinco jogos sem perder e a três pontos do 16º colocado Juventude/RS.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.