Esportes

Atletas brasileiros disputam hoje medalhas no Mundial de Atletismo

Paraibano Petrúcio Ferreira disputa a final de prova em que é vice-campeão.




Daniel Zapper/Comitê Paralímpico Brasileiro
Daniel Zapper/Comitê Paralímpico Brasileiro
Petrúcio Ferreira disputa hoje a final dos 400 metro da classe T47 (amputados de membros superiores)

O Mundial de Atletismo Paralímpico, disputado no Estádio Olímpico de Londres, tem nas competições desta tarde a participação de vários atletas brasileiros, entre eles, o paraibano Petrúcio Ferreira, que disputa a final de uma prova em que é o atual vice-campeão paralímpico.

Ele vai tentar conquistar a medalha de ouro nos 400 metros (m) da classe T47 (amputados de membros superiores). O velocista já conquistou o ouro e o recorde mundial nos 100m da mesma classe, com o tempo de 10s53, no sábado (15), e chega para a decisão dos 400m com o quarto melhor tempo das eliminatórias (51s55).

Petrúcio ainda está longe de sua melhor marca na prova, 48s87, obtido na final da Olimpíada Paralímpica em 2016, no Rio, quando perdeu para o cubano Ernesto Blanco. Mas o grande rival do paraibano esta tarde, no Estádio Olímpico, na capital inglesa, é o jamaicano Shane Hudson, que chega à final com o tempo de 50s77, o melhor entre os classificados.

A tarde também terá a estreia do medalhista de prata dos Jogos Paralímpicos do Rio 2016, Fábio Bordignon, nos 200m da classe T35 (paralisia cerebral). Será a primeira oportunidade de Bordignon encontrar-se na pista contra seu maior algoz nos Jogos do Rio, o ucraniano Ilhor Svietov, que lhe tirou o ouro tanto nos 200m quanto nos 100m, na pista do Engenhão, no ano passado.

O Brasil teve na terça-feira (18) o seu melhor dia na competição. Os atletas brasileiros conseguiram cinco medalhas nas duas sessões do dia e fizeram com que o país passasse para a sexta colocação no quadro geral de medalhas. O Brasil está atrás apenas de China, dos Estados Unidos, da Grã-Bretanha, Tunísia e Ucrânia.

Esta é a oitava edição do Mundial de Atletismo Paralímpico. Cerca de 1.300 atletas de 100 países disputam as 213 medalhas, todas no Estádio Olímpico de Londres. Em 2015, em Doha, no Catar, o Brasil ficou com a sétima colocação no quadro geral de medalhas do evento. Foram oito medalhas de ouro, 14 de prata e mais 13 de bronze.

Programação dos atletas brasileiros nas provas desta quarta-feira, horário de Brasília:

15h18 - Mateus Evangelista (semifinal dos 100m T37)
15h58 - Fabrício Júnior (eliminatórias dos 200m T12)
16h20 - Michel Abrahame (final do salto em distância T47)
17h02 - Petrúcio Ferreira (final dos 400m T47)
17h35 - Fábio Bordignon (final dos 200m T35)