Esportes

Ricardo faz mudanças nas regras do Programa Gol de Placa

Decreto muda percentuais para times e valor para troca de ingressos.




Expedito Madruga / GloboEsporte.com
Expedito Madruga / GloboEsporte.com

O governo do Estado realizou algumas mudanças na lei do Programa Gol de Placa. Além de modificar as regras da emissão da nota fiscal e os percentuais que serão pagos aos times paraibanos, o decreto do governador Ricardo Coutinho (PSB), publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (13), também duplica o valor mínimo para troca de ingressos para torcedores cadastrados no Programa Bolsa Família.

Com as novas regras, os torcedores cadastrados no Bolsa Família terão que juntar notas no valor de R$ 20 para trocar por um ingresso do Gol de Placa por jogo. Antes, o valor mínimo para este grupo de torcedores era de R$ 10.

O decreto redefine as porcentagens pagas aos clubes campeão e vice do Campeonato Paraibano, como também os valores que vão ser pagos para as equipes que participarem das séries C e D, da Copa do Nordeste e da Copa do Brasil.

Além dos 3,2 milhões de reais anuais destinados a todos os times que disputam os Campeonato Paraibano, Copas do Nordeste e do Brasil, será destinada uma verba extra de 500 mil reais as equipes que estão jogando as competições nacionais nas séries C e D.

Assim, conforme especificado no decreto, o campeão paraibano vai receber uma porcentagem de 10,1128% do valor total pago pelo programa. Já o vice-campeão vai receber um valor referente a 8,4173% do valor. Já os demais clubes do Campeonato Paraibano vão ter que dividir a quantidade referente a 44,5901% (o que dá pouco mais de 5% para cada).

Já o clube que participe da Série C do Brasileirão (no caso deste ano, o Botafogo-PB) têm a receber 13,4231%. Os dois times da Série D têm que dividir o valor referente a 4,7316%. As equipes que vão participar da Copa do Nordeste dividem os 9,1422% reservados à competição. Da Copa do Brasil, o valor é de 9,5829% também dividido pelos dois participantes.