Esportes


Ex-lateral do Treze ainda não tem previsão de transferência para PB

Delegado paraibano espera depoimento de ex-jogador do Treze, que segue preso.




Reprodução/TV Paraíba
Reprodução/TV Paraíba

 O ex-lateral-direito do Treze, Fabiano Buchecha, de 30 anos, preso de forma preventiva no Estado de São Paulo, ainda não tem previsão de ser transferido para Campina Grande. De acordo com o delegado do caso, Cristiano Santana, a transferência só deverá acontecer após ele receber o depoimento de Fabiano e fazer o cruzamento com os depoimentos dos outros presos na operação.

O ex-jogador é acusado de participação em crimes de explosão a caixa eletrônicos, assaltos e tráfico de drogas. A prisão aconteceu nesta sexta-feira (27).

De acordo com o delegado, a prisão preventiva de Fabiano Buchecha tem o prazo de cinco dias e que, mediante ao conteúdo do depoimento do jogador, pode ser renovado ou não por mais cinco dias.

“Fabiano está em uma prisão temporária, que é necessária uma renovação. Enviei uma carta precatória solicitando o conteúdo e quando receber o resultado, vou pedir ou não a renovação da prisão preventiva. Quando eu receber o material, vou fazer o confronto dos depoimentos das outras pessoas que também foram presas”, contou.

Continue lendo no GloboEsporte.com/PB