Esportes


Vice-presidente da FPF entra com ação contra Amadeu

Nosman Barreiro acusa o atual presidente de falta de transparência.




A Federação Paraibana de Futebol (FPF) volta a ser alvo de uma crise política. Isto porque o presidente Amadeu Rodrigues é alvo de uma ação na Justiça impetrada pela Liga Desportiva de Santa Rita e pelo Cruzeiro de Itaporanga, que tem como presidente Nosman Barreiro, que também é vice-presidente da própria FPF. E o motivo, segundo Nosman (que quer herdar a vaga de Amadeu), é a falta de transparência na prestação de contas do ano de 2015.

"Reuni 49 assinaturas de times amadores, profissionais, de ligas e não peguei mais porque não fui atrás. Estas pessoas entraram no ano passado com uma ação administrativa na FPF pedindo prestação de contas, mas foram ignoradas. Ninguém foi convidado para a prestação de contas. Ele (Amadeu) fez uma reunião com quatro pessoas do Conselho Fiscal e enviou para a CBF. Então, entramos na esfera criminal e civil pedindo transparência, e caso não seja cumprido, ele será afastado", explicou o vice-presidente da entidade.

Acusação esta que Amadeu rebate. Além de dizer que as acusações não têm fundamentos, o dirigente da entidade falou que Nosman desrespeitou o estatuto da FPF e, por isso, o Cruzeiro pode ser desfiliado.

Continue lendo no GloboEsporte.com/PB