Esportes


Botafogo segura o Treze e conquista 28º Campeonato Paraibano

Belo fez valer a vantagem conseguida no primeiro jogo para ficar com o título estadual.




Raniery Soares/Divulgação-FPF
Raniery Soares/Divulgação-FPF
Partida foi eletrizante, mas ao final o Belo se sagrou campeão

Uma final digna da grandeza de Botafogo-PB e Treze. O que se viu nesse domingo (7) no Estádio Almeidão foi uma partida eletrizante, com duas equipes dispostas a fazer de tudo para sair de campo com o título estadual da temporada. No final, prevaleceu a vantagem construída pelo Belo na primeira partida, onde bateu o Galo fora de casa por 3 a 2, e o Campeonato Paraibano foi conquistado pela 28ª vez pelo time pessoense, agora sob o comando do treinador Itamar Schülle.

O confronto começou eletrizante antes mesmo da bola começar a rolar. Nas arquibancadas, o show de botafoguenses e trezeanos, que incentivaram seus times e deram um brilho a mais para a partida decisiva. Precisando do resultado, o Galo se mandou todo para o ataque. Celso Teixeira armou sua equipe de forma mais ofensiva, com Rafael Sandes na lateral-esquerda, por onde saíram as principais jogadas do time alvinegro.

O gol era uma questão de tempo e saiu aos 23 minutos do primeiro tempo. Em cobrança de escanteio batida por Marcelinho Paraíba, o baixinho Dico se antecipou aos zagueiros do Belo e mandou para o gol. Era a esperança do Treze materializada e o sonho de voltar a conquistar o título do Campeonato Paraibano ficando mais próximo.

No entanto, a pressão trezeana acabou levando um balde de água fria poucos minutos depois. Rafael Oliveira, artilheiro isolado do estadual, conseguiu aproveitar um contra-ataque do Botafogo-PB e, na saída do goleiro Diego Martins, acabou empatando o confronto. Placar de 1 a 1 que iria se manter até o apito final.

Na segunda etapa, com um jogador a mais, o Treze tentou a todo custo o segundo gol. Foi aí que brilhou a figura do goleiro Michel Alves, do Bota. O camisa 1 foi responsável por pelo menos três defesas importantíssimas, garantindo o placar e assegunrando o título pessoense. Com o apito final de Renan Roberto, foi festa nas arquibancadas e dentro de campo, pelo menos por parte dos jogadores botafoguenses.

Leia mais no Globoesporte.com/pb