Esportes


Paralímpico Universitário 2017 será realizado no CT Paralímpico em SP

São esperados cerca de 400 atletas nas sete modalidades disponíveis.




O Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, em São Paulo, sediará a edição 2017 dos Jogos Paralímpicos Universitários. Organizadas pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) em parceria com a Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU), as competições serão realizadas entre os dias 26 e 30 de julho. Ao todo, são esperados cerca de 400 atletas nas sete modalidades disponíveis.

Esta é a segunda edição dos Jogos. No ano passado, cinco modalidades foram oferecidas: atletismo, natação, bocha, judô e tênis de mesa. Em 2017, além dos cinco esportes de 2016, haverá disputas em tênis em cadeira de rodas e badminton.

Para o vice-presidente do CPB, Ivaldo Brandão, a ideia dos Jogos Universitários é seguir o fortalecimento paradesportivo do Brasil desde a base. “Vimos que existia esse hiato entre o esporte escolar e o alto rendimento. Alguns atletas paravam de treinar para entrar em uma universidade, outros largavam a universidade porque precisavam treinar. Então esta é uma forma até de as instituições de ensino superior do país incentivarem a prática esportiva entre os alunos com alguma deficiência física. Acredito que os Jogos Universitários serão muito importantes para que não tenha que haver essa escolha entre treinar ou estudar”, resumiu Ivaldo Brandão.

O presidente da CBDU, Luciano Cabral, destacou que a parceria entre a Confederação e o CPB é fundamental para o desenvolvimento e fomento do paradesporto dentro do ambiente universitário. “O CPB é um Comitê que está devidamente estruturado, que acabou de sair de uma Paralimpíada, enquanto a CBDU tem toda a estrutura voltada ao ambiente esportivo universitário, então temos certeza que iremos oferecer aos paradesportivas universitários do Brasil uma plataforma onde eles possam praticar seus esportes e desenvolver sua performance esportiva”, comentou o dirigente.

As inscrições começam no dia 16 de maio e se estendem até 5 de junho. O processo pode ser feito por meio da universidade (a instituição inscreve os atletas) ou de forma individual pelo competidor. Nos dois casos, é preciso comprovar que o atleta é um aluno regular de uma universidade. O regulamento será liberado no dia 15 de maio com todas as informações sobre provas, classificação funcional e endereço eletrônico para as inscrições.