Esportes


Segundo maior artilheiro do Treze, Adelino morre em Campina Grande

Conhecido como 'Leão do Galo', ele tinha sido internado na segunda-feira (1º).




Reprodução/TV Cabo Branco
Reprodução/TV Cabo Branco
Adelino marcou 151 gols em três passagens pelo Treze

Morreu na manhã desta quarta-feira (03), o ex-atacante do Treze, Adelino Aquino Neto, aos 68 anos, mais conhecido pela torcida alvinegra como 'Adelino Leão do Galo'. Ele havia sido internado na última segunda-feira (1º), com problemas no sistema gastrointestinal.

O ex-jogador estava internado na UTI do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande e morreu por conta de complicações com uma úlcera perfurada. A família, por meio de nota, informou o local do velório, que será a partir das 11h na central de velórios da funerária 'A viagem', no bairro do São José e o sepultamento às 16h30 no cemitério do Monte Santo.

De acordo com o historiador e professor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) Mário Vinícius Carneiro, Adelino é o segundo maior artilheiro da história do Treze. Em três passagens pelo clube, o 'Leão do Galo' marcou 151 gols.

O Treze lamentou a morte do ex-atleta em suas redes sociais. "O Treze Futebol Clube manifesta imensa consternação e pesar pelo falecimento do grandioso atacante e artilheiro Adelino. Nossa solidariedade a toda família e amigos. Que nosso eterno guerreiro descanse em paz.", divulgou.

Adelino era natural de Mossoró, no Rio Grande do Norte, e chegou no time do Treze em 1969, onde conseguiu grandes feitos, como marcar oito gols em uma única partida. A marca histórica aconteceu em uma partida contra o Nacional de Cabedelo, em abril de 1979, vencida pelo Galo, por impressionantes 13 a 0. O ex-atacante também marcou no total 16 gols contra o Campinense, sendo o maior artilheiro do Galo nos 'clássico dos maiorais'.  Em 2007, o jogador ganhou o título de Cidadão Campinense. 

 

Atualizada às 10h10