Esportes


Watteau lamenta greve no Auto na véspera de decisão e prevê punições

Ele, entretanto, admitiu que os salários ainda não foram pagos.




O presidente do Auto Esporte, Watteau Rodrigues, não gostou nada da greve que os jogadores do clube iniciaram nesta terça-feira (11), em protesto ao atraso do salário de março. Ele admitiu que os valores ainda não foram pagos, ponderou que está esperando o repasse do Gol de Placa para honrar os compromissos, mas chamou a atitude do elenco de “pouco inteligente”, uma vez que o time está às vésperas do seu jogo mais importante no Campeonato Paraibano. Em tom duro, ele disse que “não vai deixar barato” a greve promovida pelos jogadores.

Watteau lembrou que os salários só estão atrasados há poucos dias, o que mostraria uma reação desproporcional do grupo.

Pela lei trabalhista vigente, o empregador tem até o quinto dia útil de cada mês para efetuar os salários do mês anterior. E como o dia 1º de abril caiu num sábado, o limite para o pagamento de março era a sexta-feira passada, de forma que os pagamentos estão atrasados há cinco dias.

Leia a matéria completa no GloboEsporte.com/pb.