Esportes

Marcílio acusa técnico Celso Teixeira de provocar seu time

Partida terminou em confusão entre o Inter-PB e o Treze, inclusive com Polícia em campo.




Reprodução/TV Cabo Branco
Reprodução/TV Cabo Branco
Confusão começou quando o técnico Celso Teixeira, do Treze, entrou em campo e se dirigia à equipe de arbitragem

O empate entre o Treze e o Internacional-PB terminou em confusão e muita discussão entre as equipes. O volante do Colorado, Marcílio, acusou o técnico Celso Teixeira, do Galo, de provocar seus companheiros de equipe após o apito final dado pelo árbitro Antônio Umbelino. A partida aconteceu no Estádio Almeidão nesta quinta-feira e foi válida pela 12ª rodada do Campeonato Paraibano.

A confusão começou quando o técnico Celso Teixeira, do Treze, entrou em campo e se dirigia à equipe de arbitragem. O zagueiro do Inter, Wellignton, andou ao lado dele e os dois discutiram. em meio ao tumulto, outros jogadores das duas equipes chegaram e a sessão de empurrões começou.

"Todo mundo sabe da qualidade que o professor Celso Teixeira tem. Mas todo mundo sabe que ele também provoca. Acredito que ele falou alguma coisa que não devia e a minha equipe achou ruim e foi tomar satisfação. Mas não adianta. O jogo terminou empatado", afirmou o volante.

O resultado foi construído em um jogo em que o Treze pressionava mais o Inter, que só levava perigo com os contra-ataques rápidos. Os gols da partida foram marcados por Thiago, para o Colorado, aos cinco minutos do segundo tempo, e o Galo diminuiu com Érico Júnior, aos 24 da segunda etapa.

Continue lendo no GloboEsporte.com/PB