Esportes

Celso Teixeira critica antijogo e detona o Internacional

Técnico lamenta problemas de contusão no ataque e reclama inclusive de sua própria defesa.




O técnico Celso Teixeira, do Treze, não gostou nada do empate por 1 a 1 com o Internacional-PB. A equipe lamentou o gol anulado de Marcelinho Paraíba e ainda as contusões dos atacantes Dico e Edson Reis ainda na primeira parte do primeiro tempo. Mas ele ficou indignado mesmo com o que ele chamou de antijogo do Colorado ao longo dos 90 minutos de bola rolando.

 
A partida que concluiu a 12º rodada do Campeonato Paraibano foi realizado na noite desta quinta-feira, no Estádio Almeidão, e deixou Celso Teixeira irritado. Em entrevista concedida após o jogo, o treinador, ainda exaltado, não poupou críticas ao rival.
 
"O Internacional não tinha time para empatar com a gente. Nós deveríamos ter aproveitado melhor as chances que tivemos, porque eles foram uma equipe que passaram todo o tempo praticando o antijogo. Foi um desrespeito ao torcedor e à imprensa. Eles foram ao campo para ficar caindo no chão, dar chutão, fazer falta a todo minuto", disparou.
 
Mas, ao analisar o duelo, Celso não poupou sua própria equipe. E se disse bastante insatisfeito com a defesa trezeana, já que segundo ele foi a falta de comunicação entre os defensores que resultou no gol marcado pelo Inter, no início do segundo tempo.
 
Continue lendo no GloboEsporte.com/PB