Esportes


Cristiano Ronaldo é escolhido melhor jogador do ano pela Fifa

Jogador português rivaliza prêmio com Messi desde 2007.




Ennio Leanza / EPA / LUSA
Ennio Leanza / EPA / LUSA
Em discurso, jogador agradeceu aos colegas da seleção de Portugal e do Real Madrid

O português Cristiano Ronaldo foi eleito melhor jogador de futebol do mundo pela quarta vez. O português do Real Madrid faturou o prêmio "The Best", dado pela Fifa, em cerimônia realizada, nesta segunda-feira (9), em Zurique, na Suíça. Além de Ronaldo, os outros dois finalistas foram Messi, do Barcelona, e o francês Antoine Griezmann, do Atlético de Madrid.

Cristiano Ronaldo agradeceu  aos colegas da seleção de Portugal e do Real Madrid. "Estou muito feliz. Queria agradecer, em primeiro lugar, aos meus companheiros, da seleção [portuguesa] e do Real Madrid, e à minha família. Gostaria de dizer que 2016 foi o melhor ano da minha carreira. Depois do que eu ganhei na seleção e no meu clube, não tinha dúvidas de que poderia ganhar [o prêmio hoje]”, disse o português.

O ano de 2016 foi marcante para Ronaldo, ele ganhou a Eurocopa – o torneio de seleções mais importante do continente – com o time de Portugal e, com o Real Madrid, faturou a Champions League e o Mundial Interclubes.

A rivalidade entre Ronaldo e Messi na disputa do prêmio de melhor jogador de futebol completou dez anos. Desde 2007 os dois brigam pela honraria, com exceção de 2010, quando o português não ficou entre os três mais votados. A partir daí, Lionel Messi e Cristiano Ronaldo passaram a se revezar na preferência mundial.

A cerimônia de premiação deste ano foi marcada pela ausência dos jogadores do Barcelona. O clube não liberou os atletas para acompanhar a premiação. O clube justificou dizendo que o time está concentrado para a partida contra o Athletic Bilbao, pela Copa do Rei. A própria ausência de Messi na premiação deu pistas de que o português venceria desta vez. Em seu discurso de agradecimento, Cristiano Ronaldo fez referência à ausência dos colegas de profissão. “Gostaria que o Messi estivesse aqui, bem como os demais jogadores do Barcelona, mas eu entendo”.

É o primeiro ano de entrega do prêmio “The Best”. Antes, a Fifa dava o prêmio, chamado “Bola de Ouro”, ao melhor do mundo em parceria com a revista France Football. A parceria terminou ano passado e a Fifa criou o troféu “The Best” para o jogador mais votado entre capitães e treinadores das seleções nacionais filiadas à entidade, jornalistas e o público.