Esportes


Após veto, Zezinho pode levar liberação da cerveja nos estádios à ALPB

Parlamentar não vai ter como trabalhar para derrubar veto, já que não foi reeleito este ano.




Divulgação/CMJP
Divulgação/CMJP
"Quem toma cerveja no estádio, toma na casa de show, toma em casa com a família. Não vejo nada demais", analisou Zezinho

Após a divulgação do veto do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), ao Projeto de Lei (PL) 1.602/2016, que liberava a comercialização e consumo de cerveja nos estádios de futebol da capital, o autor do matéria, vereador Zezinho Botafogo (PSB) comentou a decisão do chefe do Executivo, nesta terça-feira (27). Ele, inclusive, levantou a possibilidade de levar a ideia para a Assembleia Legislativa da Paraíba, para tentar aprovar a medida em esfera estadual.

Zezinho Botafogo revelou que estava otimista em relação ao posicionamento do prefeito sobre o projeto. "Na verdade eu esperava o prefeito sancionar, até porque já existe em todo o Brasil. Podemos usar como exemplo a Copa do Mundo, onde a cerveja foi liberada. O nosso projeto é para fazer que João Pessoa não fosse diferentes das outras capitais onde há a liberação da cerveja", comentou o vereador.

Ainda conforme o vereador, o consumo nos estádios deveria ser naturalizado assim como em outros espaços. "Isso é um pedido do torcedor. Quem toma cerveja no estádio, toma na casa de show, toma em casa com a família. Não vejo nada demais", analisou.

O parlamentar não vai ter como trabalhar para derrubar o veto, já que não se reelegeu este ano. Então, para dar prosseguimento ao projeto, Zezinho vai recorrer aos novos parlamentares da casa, ou até mesmo levar o projeto para a Assembleia Legislativa. "O que posso fazer é recorrer para os colegas que vão estar aqui para que derrubem o veto. Caso contrário vamos para a Assembleia [Legislativa], lá existem pessoas que gostam do futebol, que comparecem ao estádio de futebol, que torcem pelo futebol da Paraíba. Vou tentar conseguir aprovar lá, e não só na cidade João Pessoa, mas em toda a Paraíba tenha a venda da cerveja", finalizou.