Esportes

Arthur Nory já planeja nova medalha em Tóquio 2020

De passagem por João Pessoa, ginasta fala sobre as consequências do seu bronze.



Arthur Nory não tem tempo a perder. Os objetivos são grandes e a Olimpíada de 2020, em Tóquio, é logo ali. Ainda em êxtase pelo bronze conquistado na Rio 2016, no solo, o ginasta já está trabalhando na sua próxima grande meta: conquistar outra medalha olímpica, desta vez no Japão. De passagem por João Pessoa para ministrar uma palestra para estudantes, Nory falou um pouco sobre as consequências da sua conquista no Rio de Janeiro, o que mudou na sua rotina e, claro, detalhou seus planos futuros, que incluem como prioridade subir novamente ao pódio olímpico daqui a quatro anos.

Aos 23 anos, o atleta paulista mostrou de vez a sua cara na ginástica olímpica ao conquistar a medalha de bronze no solo da Rio 2016. Foi uma conquista intensa. Emocionante. Que o levou às lágrimas tão logo o seu resultado foi anunciado na Arena Olímpica do Rio de Janeiro. Subiu ao pódio com a medalha pendurada no pescoço, repousada sobre o peito. Cenário que ele quer repetir o quanto antes: daqui a quatro anos.

"Já começou no dia seguinte (o novo ciclo olímpico). Eu dormi com a medalha e já acordei falando: "Em 2020 eu quero outra". 2020 começou agora. Então a gente já está na preparação", resumiu Nory, visivelmente empolgado com o desafio.

Leia a matéria completa no GloboEsporte.com/pb.