Esportes

Botafogo-PB começa a decidir com o Boa Esporte a vaga na Série B

Belo entra em campo a partir das 21h desta sexta-feira para enfrentar o Boa Esporte.



Divulgação/Edgley Lemos/GloboEsporte.com/pb
Divulgação/Edgley Lemos/GloboEsporte.com/pb
Almeidão deve receber um público de pelo menos 22 mil torcedores, no que vai ser o recorde do estádio na temporada

Chegou o primeiro dos grandes dias do ano para o Botafogo-PB. O Belo entra em campo a partir das 21h desta sexta-feira para enfrentar o Boa Esporte pelo jogo de ida das quartas de final da Série C do Campeonato Brasileiro. A partida de hoje é no Estádio Almeidão, em João Pessoa, enquanto que a volta, que vai definir de fato qual dos dois clubes conquista o acesso para a Série B de 2017, vai acontecer no dia 9 de outubro no Estádio Municipal de Varginha. O time pessoense, contudo, pensa jogo a jogo e por ora vem classificando este primeiro como o mais importante de sua história até o momento.

Para começo de conversa, a partida vai ser com casa cheia. O Almeidão deve receber um público de pelo menos 22 mil torcedores, no que vai ser o recorde do estádio na temporada. A ideia é transformar a praça esportiva numa panela de pressão para desestabilizar o bom time do Boa, que está invicto a dez partidas e é dono da melhor defesa do campeonato.

O Belo tem apenas um desfalque. O volante Sapé sofreu uma lesão no joelho direito e não tem condições de jogo (o departamento médico do clube está trabalhando para que ele se recupere para a volta). Para seu lugar, Val e João Paulo disputam a vaga no time titular.

Já na lateral direita, posição que o Belo sempre alterna um ou outro atleta, Gustavo pode surgir como opção caso João Paulo vá para a posição de volante.

A estratégia do time é simples, mas nem por isso fácil. Marcar gols, para ir ao interior de Minas Gerais com vantagem, e ao mesmo tempo não sofrer nenhum gol, já que na Série C existe o critério do gol fora de casa como desempate.

Por fim, cinco jogadores têm que ter cuidado redobrado: Danielzinho, Carlinhos, Jéfferson Recife, Djavan e David Luis. Estão pendurados e se levarem cartão amarelo estará fora do jogo decisivo.

Veja o serviço completo em GloboEsporte.com/pb