Esportes

Grupo A tem oito clubes brigando pela classificação para a segunda fase

Botafogo-PB e Fortaleza estão entre os favoritos para chegar à proxima fase.



Globoesporte.com
Globoesporte.com
O Botafogo-PB pode garantir a vaga antecipada se vencer o ASA em Arapiraca

Equilíbrio. Nada define melhor o Grupo A do Campeonato Brasileiro da Série C. Faltam apenas duas rodadas para o fim da primeira fase da competição e não tem nada definido, já que nenhum time está garantido ainda no mata-mata - ao contrário dos dois anos anteriores, por exemplo, quando o Fortaleza se classificou com duas rodadas de antecedência.

 Para se ter uma ideia, dos dez times que formam o grupo, oito ainda têm chances matemáticas de conquistar a vaga para as quartas de final. A diferença entre o Remo, último do G-4, e o Salgueiro, o oitavo colocado, é de apenas seis pontos, justamente o que ainda falta ser disputado nesta terceira divisão. O Salgueiro precisa vencer suas duas partidas e torcer por uma série de outros resultados. É difícil, mas possível.
 
Os únicos que não têm mais chances de classificação são os dois que estão atualmente no Z-2. O Confiança, que ainda está na briga para se salvar da degola; e o já rebaixado River-PI, único que já tem o seu futuro decretado - os piauienses vão jogar a Série D em 2017.
 
No topo da tabela, a situação mais favorável é a do ABC. Líder do grupo com 28 pontos, o time só precisa de uma vitória simples para conquistar a vaga. Se chegar aos 31 pontos, o time potiguar se garante no mata-mata. Dois empates também classificam o Alvinegro. Isto porque um dos adversários que ele vai enfrentar é o ASA, que está em quinto e é o único que poderia ainda alcançá-lo na disputa pela vaga no G-4 (mas para isto teria que vencer o time de Natal).
 
Acostumado a se classificar com duas rodadas de antecedência nas duas edições anteriores, o Fortaleza está na vice-liderança, com 26 pontos, e tem pontuação e situação igual a do Botafogo-PB. Os dois enfrentam adversários diretos pela vaga no G-4, na penúltima rodada, fora de casa. No caso, Remo e ASA respectivamente.
 
Continue lendo no GloboEsporte.com/pb