Esportes

Brasil termina primeiro dia das Paralimpíadas com dois ouros

Odair dos Santos conquistou o bronze e garantiu a 1ª medalha para o Brasil.



Agência Brasil
Agência Brasil
Odair dos Santos conquistou a primeira medalha brasileira nas Paralimpíadas Rio 2016

O primeiro dia de competições nas Paralimpíadas Rio 2016 terminou com o Brasil quinta posição no quadro de medalhas, com dois ouros, uma prata e um bronze. As quatro medalhas brasileiras foram conquistadas no atletismo e na natação: ouro com Ricardo Costa no salto em distância  T11, que saltou 6.52m, e prata veio com Odair dos Santos nos 5.000 metros rasos classe T11. O outro ouro foi de Daniel Dias, o maior atleta paralímpico do País. O bronze veio com Ítalo Pereira, que ficou com p terceiro lugar na final dos 100m costas, categoria S7, com o tempode 1m12s48.
 
A primeira medalha do dia foi a prata de Odair dos Santos. O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) chegou a questionar o resultado da prova dos 5.000 metros rasos T11. O CPB alegou que a venda usada nos olhos pelo queniano Samuel Kimani,vencedor da prova, estaria mal posicionada e isso poderia dar uma vantagem ao atleta, mas o resultado da prova foi mantido.
 
Ainda no atletismo,  Alan Fonteles não se classificou para a final. Ele concluiu a prova dos 100m T44 com 11s26, mesmo tempo do americano Nick Rogers, que ficou com a vaga, decidida nos milésimos. Fonteles ainda vai disputar as provas dos 400m, 4x100m e 200m, na qual conquistou ouro em Londres.
 
No judô, o primeiro dia não foi bom para o Brasil. Quatro atletas lutaram hoje, mas a única que conseguiu chegar mais longe foi Michele Ferreira que, chegou a disputar a medalha de bronze, mas perdeu para a judoca da Argélia. Além de Michele, os judocas Halyson Boto, Rayfran Mesquita e Karla Ferreira Cardoso também lutaram nesta quinta-feira (8), mas não se classficaram.
 
Mas a natação, assim como o atletismo, também garantiu duas medalhas. A primeiro de ouro, com Daniel Dias, que venceu com facilidade a prova dos 200m livre (categoria S5). O nadador brasileiro chegou a 16 medalhas paralímpicas, sendo 11 de ouro. A participação dos nadadores brasileiros ainda teria outro bom resultado. Ítalo Pereira, de 20 anos, conquistou a  medalha de bronze.