Esportes

Brasil enfrenta a Colômbia buscando entrar na zona de classificação

Seleção repete escalação pela primeira vez visando busca de identidade.



Pedro Martins/MoWA Press
Pedro Martins/MoWA Press
Seleção está a dois pontos da líder Argentina, atualmente na quinta colocação

A Seleção Brasileira enfrenta a Colômbia nesta terça-feira (6), às 21h45, em Manaus, na Arena da Amazônia, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. Brasil e Colômbia tem histórico recente de partidas repleta de faltas e confusões. Na Copa de 2014, Zuñiga machucou Neymar e deu início ao atual atrito. Depois desse jogo, já foram outras duas partidas: um amistoso que a seleção brasileira ganhou por 1 a 0, e outra na Copa América Centenário em 2015, onde o Brasil perdeu por 1 a 0.

Sobre o time atual, pela primeira vez nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018 terá a mesma escalação em duas partidas consecutivas.  Essas são as duas primeiras de Tite, novo comandante do selecionado, o que simboliza a busca pela criação de uma identidade do time nessa nova fase.

A manutenção da formação baseia-se pela estreia da partida anterior, a vitória por 3 a 0 sobre o Equador, em Quito. O desempenho foi melhor do que jogadores e comissão técnica esperavam, e Tite quer aproveitar o momento de sintonia.

O “jogo apoiado” que Tite tanto pede, baseado em triangulações, posse de bola, na compactação e participação de todos tanto na armação ofensiva quanto no sistema defensivo, serão foco com quaisquer jogadores em campo.

O Brasil vive uma situação delicada na tabela. Apesar de estar a apenas dois pontos da líder Argentina, se encontra na quinta colocação, fora da zona de classificação direta pro Mundial na Rússia. Na atual colocação a seleção participaria de uma repescagem para garantir a vaga.