Esportes

Justiça marca leilão do Presidente Vargas e Treze entra em alerta

Motivo do leilão seriam dívidas do time com jogadores e funcionários.



A 13ª vara do Tribunal Regional do Trabalho determinou que o Estádio Presidente Vargas, pertencente ao Treze, seja levado a leilão no próximo dia 31 de agosto. O motivo seriam dívidas trabalhistas antigas do clube com jogadores e ex-funcionários. Pega de surpresa com a decisão do judiciário, a diretoria do Galo agendou para a manhã desta sexta-feira (27) uma reunião emergencial para tentar sanar o problema. O estádio está avaliado em R$ 30 milhões.

O encontro dos dirigentes galistas vai ocorrer em João Pessoa e contará com nomes como o do ex-presidente e atual diretor de futebol, Fábio Azevedo, o atual presidente Petrônio Gadelha e o advogado do clube, George Ramalho. Na pauta, os dirigentes vão buscar ficar inteirados do problema e traçar medidas para evitar que o estádio seja realmente leiloado.

Leia a matéria completa no GloboEsporte.com/pb.